Balanço Geral Oeste

Caso Eduarda: pai e avó ainda não foram julgados depois de dois anos do corpo encontrado na garagem

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

28 de abril de 2021 - 17:41 - Atualizado em 28 de abril de 2021 - 17:45

Nesta semana, completa dois anos de um crime brutal, que aconteceu na região norte do estado e foi destaque em todo país: a morte da menina Eduarda Shigematsu, de 11 anos, em Rolândia. Ela permaneceu desaparecida por quatro dias e o corpo dela acabou sendo encontrado enterrado na garagem de uma casa do pai, Ricardo Seiji. Apesar de negar ter matado a filha (Ricardo diz que encontrou a filha morta, enforcada no quarto), Ricardo foi preso após confessar ter sido ele quem tinha enterrado o corpo. Eduarda morava com a avó, Terezinha de Jesus Guinaia, que também foi presa acusada de saber da morte e mesmo assim ter registrado a queixa do desaparecimento da neta. Confira todos os detalhes na reportagem!

Ative o sininho para receber novidades e acompanhe as principais notícias.

Essa e outras reportagens em: https://ricmais.com.br/

#Paraná #BGOeste #RICMais

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.