Balanço Geral Curitiba

Começa o julgamento do vigilante que matou dono de posto por vaga de estacionamento

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

24 de setembro de 2021 - 17:22 - Atualizado em 24 de setembro de 2021 - 17:30

Uma vaga de estacionamento. Um ônibus atrapalhando o caminho. Um pai de família morto na frente do filho. Rodrigo Andretta, dono de um posto de combustíveis em Quatro Barras, na região metropolitana, levou um tiro na cabeça por um motivo banal: um ônibus estacionado de forma irregular no posto da família. Rodrigo desceu do carro em que estava com o filho pra checar o que estava acontecendo. Dezesseis segundos depois, iria ao chão, já baleado. O disparo saiu da arma de Luiz Henrique Alves, vigilante que fazia a escolta do ônibus. Um homem que, apesar da profissão, já tinha histórico no crime. Confira todos os detalhes na reportagem!

Ative o sininho para receber novidades e acompanhe as principais notícias.

Para ficar bem informado acesse o portal RIC Mais https://ricmais.com.br/

#BalançoGeralCuritiba #RICMais