Jornal da Manhã

Para Aroldo Martins (PRB-PR), a reforma de previdência é imprescindível

24 de junho de 2019 - 00:00 - Atualizado em 24 de junho de 2019 - 00:00

O Deputado Federal Aroldo Martins (PRB-PR), esteve nesta segunda-feira (24) no RIC Mais Notícias, da rádio Jovem Pan Curitiba, para falar sobre a Reforma da Previdência, decreto das armas, parada gay, verbas publicitárias para televisão e contou também sobre um encontro que teve com o Ministro Sérgio Moro.

Durante a conversa, o parlamentar afirmou que a mudança é imprescindível para melhorar a economia do país“Eu sou parcialmente a favor da reforma. Eu voto a favor. O Brasil precisa de uma reforma. A Reforma não é perfeita, mas a gente precisa de alguma coisa. O que a gente não pode é ficar parado, esperando a conta ficar no negativo e o rombo ficar maior.” afirmou Aroldo Martins.

Reforma da Previdência: confira todas as entrevistas da bancada paranaense

Questionado pelo apresentador Marc Sousa sobre quais pontos da Previdência o Deputado discorda, Aroldo Martins afirmou. “Eu sou a favor da capitalização. Porque a capitalização é uma poupança, ninguém pode mexer. Hoje, no fundo quem contribuiu mais, quem contribuiu menos, mexe nesse dinheiro. Eu acho isso injusto. Por isso que eu sou a favor de previdência privada.” contou o deputado.

Conversa com Ministro Sérgio Moro

O parlamentar também falou da conversa que teve com o Ministro da Justiça Sérgio Moro. “Eu estive com o Ministro da Justiça na semana passada e argumentei que nem tudo no direito é escrito no papel. A interpretação da lei, vai do homem. Aquilo que se faz, desde que seja, dentro do propósito moral, os fins, justificam os meios. Eu estou aqui para prestar pleno apoio a sua pessoa” contou Aroldo Martins, em entrevista ao RIC Mais Notícias.

Decreto das armas

O deputado pontuou que é parcialmente a favor das arma, mas com ressalvas: “Eu temo porque tem gente que está querendo arma na mão por uma questão de empoderamento.” Entretanto, o deputado afirmou que referendo do desarmamento realizado pelo governo Lula foi equivocado. “O decreto do desarmamento foi totalmente impensado. Todos os países de esquerda fizeram a mesma coisa” contou Martins.

Parada GLBT

Aroldo Martins, que é bispo licenciado da Igreja Universal, também foi questionado sobre a Parada Gay que aconteceu em São Paulo na tarde de ontem (23). “Eu sou a favor da liberdade de expressão. Cada um tem sua orientação sexual. Assim como eu respeito a orientação sexual das pessoas, eu também quero que minha maneira de pensar, de ser e opinar também seja respeitada.” argumentou o deputado.

Verbas publicitárias

Durante o bate-papo, Aroldo Martins foi perguntado sobre embate que acontece entre o governo Jair Bolsonaro e a Rede Globo de Televisão. “A Rede Globo durante muito tempo levou verba publicitária do Governo que não correspondia a audiência que tinha. Já que existe verba do governo, que cada um receba de acordo com a audiência que detêm. E é o que está acontecendo no início do governo Bolsonaro” relatou o parlamentar.

Assista à entrevista:

Deputado Federal Aroldo Martins (PRB-PR) participou do programa RIC Mais Notícias ao vivo.