Turismo

Parque Nacional do Iguaçu completa 83 anos e recebe alerta para passeio próximo às quedas d’água

A Marinha do Brasil enviou um ofício ao Parque recomendando que o Macuco Safari se afastasse das rochas; preocupação surgiu após a tragédia registrada em Capitólio, Minas Gerais

Julia
Julia Cappeletto / Estagiária com supervisão de Caroline Berticelli
Parque Nacional do Iguaçu completa 83 anos e recebe alerta para passeio próximo às quedas d’água
(Foto: Reprodução/Marcos Labanca)

10 de janeiro de 2022 - 19:10 - Atualizado em 10 de janeiro de 2022 - 19:10

No dia em que o Parque Nacional do Iguaçu completa 83 anos, nesta segunda-feira (10), a Marinha do Brasil enviou um ofício com recomendações sobre o passeio de barco realizado próximo às quedas d’água das Cataratas, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. 

De acordo com o documento, a orientação do órgão federal é para que o Macuco Safari, como o passeio é conhecido, mantenha distância das rochas para evitar acidentes. A preocupação surgiu depois da tragédia registrada em Capitólio, Minas Gerais, em que uma rocha despencou de um paredão de pedras e atingiu quatro lanchas que faziam passeios turísticos na região. Até o momento 10 pessoas morreram por conta do acidente.

Apesar das preocupações, a administração do Parque afirmou que o passeio é seguro e possui certificações com padrões internacionais. Além disso, diariamente são realizados estudos para avaliar a condição geológica do local. Em 83 anos, as Cataratas do Iguaçu nunca registraram acidentes parecidos com o de Capitólio. 

Ainda, conforme a bióloga Ângela Kuczach, as diferenças entre a geologia das regiões onde o acidente foi registrado e a do Parque Nacional são grandes

“Aqui no Paraná nós estamos falando de uma rocha de basalto, que é uma rocha muito mais dura e, portanto, muito mais difícil de acontecer algum tipo de desmoronamento. E lá em Capitólio nós temos uma rocha de arenito, uma rocha muito mais porosa e que, portanto, entra muito mais água, podendo acontecer desabamentos como o registrado ou ainda a rocha pode quebrar, porque ela é muito mais frágil”,

explica a bióloga. 

Outro fator que ajudou a causar a tragédia em Capitólio e que difere da situação paranaense, segundo Ângela, são as chuvas frequentes registradas em Minas Gerais. No Paraná diversas cidades já registraram situação de emergência hídrica

Com as comprovações de segurança e de constantes cuidados para evitar acidentes, após uma reunião com a Marinha, o Parque Nacional do Iguaçu informou que a partir desta terça-feira (11), o passeio do Macuco Safari voltará a operar normalmente, sem alteração nas rotas