Trânsito

Cobranças de tarifas encerram nesta semana e praças de pedágio serão readaptadas

Ratinho Junior confirmou que sinalização é de responsabilidade das concessionárias e equipamentos serão retirados para evitar congestionamentos

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações do Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan Curitiba
Cobranças de tarifas encerram nesta semana e praças de pedágio serão readaptadas
(Foto: Reprodução/ AEN)

22 de novembro de 2021 - 11:56 - Atualizado em 22 de novembro de 2021 - 11:56

As cobranças de tarifas nas rodovias do Paraná encerram nesta semana. Com o fim da concessão atual, a partir do próximo domingo (28), nenhuma das seis concessionárias de pedágio do estado poderão atuar nos mais de 2,5 mil quilômetros de rodovias federais e estaduais. A responsabilidade das estradas passa a ser do Estado e da União, até que um novo plano de outorga seja lançado no final de 2022.

Com o fim da concessão, algumas adaptações devem ser feitas para orientar os motoristas. O Tribunal de Contas reforçou um pedido ao estado, para que campanhas publicitárias alertem os condutores sobre a segurança. Apesar dos locais não estarem com cancelas operando, é preciso passar com cautela. Além disso, o estado deve retirar alguns equipamentos para que não sejam formados congestionamentos nos locais.

“As concessionárias têm como responsabilidade deixar esse cuidado com a sinalização. Além disso, as nossas polícias, rodoviária estadual e rodoviária federal, estão fazendo uma organização com as concessionárias que estão saindo e com o nosso DER e DNIT. Eu acredito que não teremos muitos problemas. Claro que é importante reforçar, até o Tribunal de Contas pede que o estado faça isso nas campanhas publicitárias, o motorista não precisa passar a 100 km/h numa cancela, mesmo ela estando desativada. Até porque tem risco de bater”,

comentou Ratinho Junior.

Fim da concessão

A atual concessão do Anel de Integração chega ao fim após 24 anos de muita polêmica. Durante o período, foram diversos termos aditivos ao contrato original e escândalos de corrupção. Nesta semana, chega ao fim o contrato com as seis empresas:

  • Econorte, Viapar e Ecocataratas: encerram as cobranças às 23h59 do dia 26 de novembro (sexta-feira)
  • Caminhos do Campo, Rodonorte e Ecovia: encerram as cobranças às 23h59 do dia 27 de novembro (sábado)

Com isso, no próximo domingo (28) não haverá mais nenhuma cobrança de pedágio no estado do Paraná. A partir desta data, o governo paranaense e a União iniciam um plano de canalização do tráfego nas praças. O Departamento de Estradas e Rodagem (DER) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) são responsáveis pelo estudo dos locais para adaptações. O trabalho contará com suporte das polícias rodoviárias.

Entretanto, algumas questões relacionadas a serviços nas rodovias ainda não foram esclarecidas. Na semana passada, o DNIT lançou edital para manutenção de rodovias. Já a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou que militares da reserva atuem em ambulâncias para atender os usuários.

Ainda não foi informado quem será responsável pelas ambulâncias, guinchos e demais serviços aos motoristas.