Tecnologia

Plataforma de ERP Omie recebe R$580 mi em rodada liderada pelo Softbank

Reuters
Reuters
Plataforma de ERP Omie recebe R0 mi em rodada liderada pelo Softbank
Logo do SoftBank, que liderou rodada de investimento na Omie

3 de agosto de 2021 - 14:08 - Atualizado em 3 de agosto de 2021 - 14:10

SÃO PAULO (Reuters) – A plataforma de gestão (ERP) focada em micro, pequenas e médias empresas Omie anunciou nesta terça-feira que recebeu uma rodada de investimento de 580 milhões de reais liderada pelo SoftBank.

A rodada foi seguida pelos fundos Riverwood e Dynamo, Velt, Bogari Capital, Hix Capital e Brasil Capital. Sem dar detalhes, Marcelo Lombardo, presidente e fundador, disse que a transação coloca a Omie perto de se tornar um unicórnio, startups com avaliação de pelo menos 1 bilhão de dólares.

Fundada em 2013, a brasileira Omie tem 950 funcionários, 70 mil clientes. A empresa vinha vendendo seu serviço integrado de gestão e produtos financeiros para empresas com faturamento médio ao redor de 10 milhões de reais por ano. Com a pandemia, passou a buscar clientes com faturamento de até 200 milhões de reais, nas bordas de mercado atendido por gigantes como a alemã SAP.

“Esse mercado era exclusivamente dominado por fornecedores com tecnologias e conceitos antigos”, disse Lombardo à Reuters. “Oferecemos um serviço muito superior por uma fração do custo desses antigos fornecedores”, acrescentou, afirmando que o software da Omie custa de 5% a 10% do cobrado por grandes fornecedoras de ERP e por ter uma integração maior de serviços.

“Nós percebemos primeiro que o ERP é o novo internet banking”, disse Lombardo.

Segundo Lombardo, os recursos serão usados para atrair clientes, ampliar canais de distribuição e ofertas de mais serviços financeiros como crédito, gestão de caixa e cobrança, enquanto deslancha simultaneamente uma parceria recém-fechada como o Itaú Unibanco para oferta conjunta de ERP e serviços financeiros para cerca de 1,5 milhão de empresas.

O movimento ilustra como empresas de gestão e de produtos financeiros estão rapidamente integrando ofertas no país, no momento em que inovações no mundo bancário como o pagamento instantâneo PIX e o open banking aumenta a concorrência e a pressão sobre as margens do setor bancário.

No ano passado, a empresa de pagamentos StoneCo concluiu a aquisição da empresa de softwares de gestão para o varejo Linx, em um negócio de aproximadamente 6,8 bilhões de reais.

(Por Aluísio Alves)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH720MX-BASEIMAGE