Tecnologia

Microchip implantado no braço mostra status de vacinação da Covid

Segundo a Start up responsável pela criação dos os implantes, a intenção do microchip é apenas para informações de vacinação e que não são dispositivos de rastreamento

Carol
Carol Machado / Produtora
Microchip implantado no braço mostra status de vacinação da Covid
Empresa criou um microchip que pode ser inserido sob a pele para que os usuários possam carregar seus passaportes Covid no braço | Imagem: AFP via Getty Images

27 de dezembro de 2021 - 10:49 - Atualizado em 27 de dezembro de 2021 - 11:39

Uma empresa sueca criou um microchip digitalizável que é implantado nos braços das pessoas e exibe o status de vacinação contra a covid-19.

De acordo com o Daily Star, a criação foi realizada pela start up Dsruptive Subdermals. O diretor administrativo da empresa, Hannes Sjoblad, afirma que deseja que o status da vacinação esteja acessível para todos.

“Tenho um implante de chip em meu braço e programei o chip para ter meu passaporte Covid no chip, e a razão é que sempre quero ter acessível. ”

dissse Hannes.

De acordo com Sjoblad, o aparelho custa em média cem euros e é fácil de ser usado. É preciso ter um telefone para sanear o dispositivo, que quando digitalizado mostra um documento PDF com as informações da vacinação e também mostra se a pessoa já testou positivo para a doença.

“Se eu for ao cinema ou a um shopping center, as pessoas poderão verificar meu status mesmo se eu não estiver com meu telefone.”

explica o diretor.

Hannes ainda conta que a intenção do microchip é apenas para informações de vacinação, ele garante que os implantes não são dispositivos de rastreamento.

“Eles não têm bateria, portanto, não podem transmitir um sinal por si próprios. Eles nunca podem dizer sua localização, eles só são ativados quando você os toca com seu smartphone, então isso significa que eles não podem ser usados para rastrear a localização de ninguém.”

afirma Hannes

Confira como o dispositivo funciona:

Microship no braço? internautas criticam criação do dispositivo

A invenção recebeu muitas críticas de pessoas na internet que descreveram o microchip como “invasivo”. Uma pessoa comentou: “Ok, definitivamente não sou um anti-vacina, não acredito na teoria da conspiração do microchip de controle da mente e os pássaros não são câmeras do governo, mas pessoal … essa é uma ideia fantasticamente ruim de se fazer agora . Realmente ruim, péssima, péssima ideia. “

Outra pessoa disse: “Por que alguém pagaria para fazer algo assim quando seu telefone pode fazer isso de graça em um software? Isso é totalmente estúpido.”

Até o momento a intenção não foi implantada em nenhuma pessoa.

Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.