Serviços

Liminar determina que 70% da frota do transporte coletivo de Maringá volte a operar

Motoristas relataram que ainda não receberam e alguns seguem sem trabalhar

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações de Fábio Guillen da RIC Record TV
Liminar determina que 70% da frota do transporte coletivo de Maringá volte a operar
(FOTO: REPRODUÇÃO/ RIC RECORD TV MARINGÁ)

9 de abril de 2021 - 08:41 - Atualizado em 9 de abril de 2021 - 08:41

Os motoristas do transporte coletivo de Maringá, que faziam uma paralisação desde ontem (8), por falta de salário, foram intimados nesta manhã com uma liminar da Justiça do Trabalho. De acordo com os trabalhadores, o documento emitido nesta sexta-feira (9) exige que 70% da frota opere na cidade, sob pena de multa no valor de R$ 200 mil.

A decisão da Justiça do Trabalho foi determinada após uma reunião com representantes da empresa, da prefeitura do município e membros do Ministério Público. No encontro ficou definido que a Prefeitura de Maringá faria um repasse nesta sexta-feira (9) para a empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC).

Entretanto, alguns motoristas, que foram até a frente da garagem da empresa nesta manhã, revelaram que o salário ainda não havia sido depositado. Para cumprir a liminar, a saída da garagem estava aberta e alguns ônibus foram vistos nas ruas e terminais da cidade.

Em Londrina, a empresa Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL), que é do mesmo grupo que a TCCC, está com os ônibus paralisados também por falta de pagamentos.