Serviços

Terminais, Centro Histórico, Mercado Municipal: Curitiba terá 254 locais com wi-fi gratuito

“O objetivo é a inclusão digital, o acesso à internet de qualidade”

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da Prefeitura de Curitiba
Terminais, Centro Histórico, Mercado Municipal: Curitiba terá 254 locais com wi-fi gratuito
(Foto: Pedro Ribas/SMCS)

8 de janeiro de 2021 - 07:28 - Atualizado em 8 de janeiro de 2021 - 07:28

O cidadão curitibano poderá contar com wi-fi de acesso público gratuito em 254 locais da cidade que têm grande fluxo de pessoas, como terminais, Ruas da Cidadania, Mercado Municipal, Faróis do Saber e da Inovação, Liceus do Ofício, Centro Histórico, estabelecimentos de saúde e a área de atendimento do Palácio Solar 29 de Março, sede da Prefeitura, no Centro Cívico.

O anúncio foi feito pelo prefeito Rafael Greca ao lado da primeira-dama Margarita Sansone, na tarde desta quinta-feira (7), no Salão Brasil, no Palácio 29 de Março, durante a cerimônia de assinatura do protocolo de intenções entre a Prefeitura de Curitiba e o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI). A expectativa é que a estrutura esteja concluída em 180 dias.

O Wi-fi Curitiba integra o Vale do Pinhão, movimento de inovação comandado pela Prefeitura em busca de soluções para diversas áreas e vai facilitar o acesso aos serviços públicos já oferecidos pela internet.

“Vamos inaugurar o futuro, assim como fizemos esta semana com a Muralha Digital. Vem aí a inclusão digital para garantirmos facilidade de acesso aos aplicativos da Prefeitura. A cidade há de ser um espaço de oportunidade e igualdade para todos”, comemorou o prefeito ao falar das possibilidades de conectividade para os curitibanos.

“Os cidadãos inteligentes e conectados terão a senha da sua cidadania digital”, disse o prefeito, que espera expandir para mais pontos de acesso futuramente.

O secretário de Administração e de Gestão de Pessoal, Alexandre Jarshel de Oliveira, destacou alguns dos aplicativos já disponíveis e que terão seu acesso facilitado pelo Wi-fi Curitiba. “O curitibano poderá utilizar o Saúde Já, o Curitiba App, 156 Mobile e outras funcionalidades que venham a ser oferecidas ao cidadão e que poderão ser acessadas pela rede de wi-fi público da cidade”, exemplificou. “O objetivo é a inclusão digital, o acesso à internet de qualidade”, completou.

Contrapartida social

A implantação de toda a estrutura será feita pelo Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), sem custos para a Prefeitura de Curitiba. Desde 2019, o Instituto tem um contrato de gestão com a Prefeitura.

A implantação do wi-fi público foi o projeto escolhido pela Comissão de Avaliação do Contrato de Gestão, da qual participam diversas secretarias e órgãos municipais. Este comitê elegeu o Wi-fi Curitiba como projeto de responsabilidade social relativo ao contrato.

Para ter acesso ao Wi-fi Curitiba, o cidadão deverá ser autenticado pelo Passaporte Curitiba, que gerencia todas as redes sem fio de internet pública gratuita, de acordo com o marco regulatório da internet. O usuário utilizará o mesmo login e senha onde quer que esteja, sem burocracia. Para se cadastrar, basta acessar o portal (https://passaporte.ici.curitiba.org.br/ )

O presidente em exercício do ICI, Marcelo José de Araújo Prado, declarou que o Wi-fi Curitiba está relacionado ao propósito do ICI, que é melhorar a vida das pessoas. O Instituto das Cidades Inteligentes foi representado ainda pelos diretores Jurídico, Alexandre Scolari, e Técnico, Fernando Matesco.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.