Serviços

Leilão da Setran oferece 143 veículos com valores a partir de R$ 500

Os lances já estão abertos e podem ser feitos pelo site do leiloeiro; o resultado será divulgado às 9h da quinta-feira (15)

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com SMCS
Leilão da Setran oferece 143 veículos com valores a partir de R$ 500
Foto: Ricardo Marajó/SMCS

13 de abril de 2021 - 17:23 - Atualizado em 13 de abril de 2021 - 17:25

O novo leilão de veículos promovido pela Superintendência de Trânsito (Setran), de Curitiba, oferece automóveis e motocicletas com lances iniciais a partir de R$ 500. Ao todo, são 143 modelos colocados para arremates após permanecerem no pátio por mais de 60 dias desde a data da remoção de via pública (guinchamento) e que não foram retirados pelos proprietários. 

Interessados podem ir nesta quarta-feira (14) até o pátio da Setran para conferir com detalhes a situação de conservação e de circulação de cada veículo. É obrigatório o uso de máscara de proteção cobrindo corretamente nariz e boca para entrada no local. O pátio fica na Rua Alberto Klemtz, 310, no bairro Portão, e a visitação é permitida no período das 9h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h.

Como participar do leilão da Setran?

Os lances já estão abertos e podem ser feitos pelo site do leiloeiro. Para participar é necessário preencher um cadastro no site do leiloeiro e apresentar a documentação necessária, discriminada na página online.

Os lances são feitos na modalidade eletrônica, a partir do preço mínimo estabelecido para cada modelo. Considera-se vencedor quem oferecer o maior valor.

O resultado do leilão da Setran será divulgado às 9h da quinta-feira (15). 

Pós-leilão

Em até dez dias úteis após o certame, o leiloeiro faz as notificações que originarão as baixas ou desvinculos de débitos de veículos, inclusive por medidas judiciais e administrativas.

Ao arrematante caberá o direito de petição junto aos mesmos órgãos para informar sobre a arrematação, assim como deve fazer o acompanhamento das baixas/desvinculo dos veículos junto ao Detran e à Secretaria de Fazenda de origem para a transferência. Após a desvinculação dos débitos, o arrematante tem o prazo de 30 dias para realizar a transferência, conforme artigo 33 do CTB.

O bem poderá ser entregue ao arrematante ciente este que, enquanto não for efetuada a desvinculação das pendências e a transferência de propriedade, fica vedada a circulação do veículo, sob pena de ser apreendido e o arrematante arcar com as penalidades previstas. 

Embora os veículos sejam entregues livres de ônus e débitos, observados os prazos para desvinculação, cabe ao arrematante arcar com a integralidade dos valores do IPVA, DPVAT e licenciamento do ano corrente

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.