Serviços

Justiça determina volta do transporte público em São José dos Pinhais, mas funcionários seguem parados

Sindicato informou que recorreu a liminar; multa diária estabelecida pela Justiça é de R$ 10 mil caso 75% da frota não opere

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da RIC Record TV Curitiba
Justiça determina volta do transporte público em São José dos Pinhais, mas funcionários seguem parados
(FOTO: REPRODUÇÃO/ RIC RECORD TV)

15 de abril de 2021 - 08:08 - Atualizado em 15 de abril de 2021 - 08:12

A greve dos funcionários da Sanjotour, empresa que opera linhas do transporte público da região central e rural de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, continua nesta quinta-feira (15). Apesar da Justiça determinar a retomada de pelo menos 75% da frota, sob pena de multa diária de R$ 10 mil, nesta manhã os veículos da empresa não saíram da garagem.

O sindicato da categoria informou que já entrou com uma liminar contra a decisão da Justiça. De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), o direito de greve deve ser defendido na Justiça do Trabalho. 

Na decisão da Justiça, que foi movida pela prefeitura, o texto também determina que os funcionários não impeçam a saída de ônibus da garagem.

Greve em São José dos Pinhais

Os 38 ônibus, das 17 linhas, da Sanjotour estão parados desde terça-feira (13). Os funcionários da empresa alegam falta de pagamento de salários. Um ônibus chegou a ser posicionado em frente ao portão da garagem, para impedir a saída de outros veículos.

A paralisação atinge quase 10 mil pessoas. Confira aqui as linhas que seguem sem operar.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.