Serviços

Em nota, UFPR lamenta e se solidariza com todos os candidatos

Instituição alega problemas de logística
inesperados e desistência de cessão de espaços de vários locais

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais Com informações da UFPR
Em nota, UFPR lamenta e se solidariza com todos os candidatos
Foto: André Filgueira/UFPR/Divulgação

21 de fevereiro de 2021 - 15:26 - Atualizado em 21 de fevereiro de 2021 - 15:30

Na tarde desde domingo (21), a Universidade Federal do Paraná, emitiu comunicado lamentando o cancelamento do concurso da Polícia Civil. A nota ainda apresenta as justificativas da suspensão da prova que a Instituição realizaria.

Leia mais: UFPR alega ‘ausência de requisitos de segurança’ para aplicação da prova da Polícia Civil

A UFPR relata que apesar de todos os esforços despendidos nos últimos meses é fato que a pandemia atual colocou imensos novos desafios em dificuldades para os candidatos e para os trabalhadores responsáveis pela aplicação da prova, como também impôs uma nova necessidade de adaptação de logística e infraestrutura.

Os locais de prova e alocação de pessoal previstos foram mais do que triplicados para garantir condições ideais e seguras para o certame. E todas essas providências – decorrentes da necessidade irrenunciável de biossegurança e de preservação da saúde – multiplicou também a possibilidade de imprevistos e eventos de força maior.

Leia mais: Delegado geral da Polícia Civil critica duramente UFPR pelo cancelamento do concurso

O Núcleo de Concursos/UFPR, porém, neste período desafiador de organização, sempre relatou à administração central da UFPR as plenas possibilidades de cumprimento das condições do concurso.

Nas últimas 24 horas, todavia, deparou-se com problemas de logística
inesperados
e insuperáveis no que toca a alguns itens de segurança imprescindíveis, como, por exemplo, no recebimento dos termômetros para medição de temperatura dos candidatos na entrada dos locais de prova que foram exigidos pelo Ministério Público e Defensoria Pública da União e do Estado.

Leia mais: Candidatos do concurso da Polícia Civil têm direito a pedir ressarcimento

Além disso, às vésperas das provas, ocorreram problemas relativos à desistência de cessão de espaços de vários locais (sobretudo de escolas) que, segundo a direção do Núcleo de Concursos/UFPR, inicialmente haviam se comprometido em servir para a aplicação das provas do concurso, bem como de alocação de pessoal, o que acarretou tanto um problema logístico insuperável de realocação de candidatos e de provas, quanto também de
segurança e de igualdade de condições de concorrência entre todos os candidatos.

Diante de tal conjuntura, colocando em primeiro lugar, como sempre fez,
preservar a integridade, a lisura e o tratamento isonômico entre todos os participantes no certame, e também tendo em conta a saúde e segurança dos candidatos e colaboradores do concurso em razão da situação da pandemia que assola o país, e apesar dos transtornos daí advindos, foi tomada a difícil decisão de suspender a execução do concurso a fim de que todas as condições ideais de competição dos candidatos, bem como todas as condições de biossegurança, estivessem completamente atendidas.

Leia mais: “É inaceitável” afirma Ratinho Junior sobre a suspensão do concurso da Polícia Civil

Entendeu-se que essa decisão de suspensão do certame, por mais radical que seja, seria menos traumática que uma execução das provas (que
potencialmente colocaria em risco candidatos e colaboradores) que teria uma altíssima probabilidade de anulação e refazimento posterior. O empenho e o incômodo dos candidatos e as controvérsias que decorreriam de um concurso com essas fragilidades seriam certamente ainda piores.

A Universidade Federal do Paraná buscará, até a divulgação de nova data, estabelecer condições para minimizar os transtornos ocorridos. Informa ainda que a UFPR buscou a garantia da isonomia e da ampla disputabilidade (sem privilégios) de todos os candidatos, que permanece assegurada.

Leia mais: Indignação e revolta tomam conta quem prestaria concurso da Polícia Civil

A Universidade de modo imediato está reestruturando e substituindo a coordenação do Núcleo de Concursos e apurará internamente, e de modo imediato, público e transparente, o planejamento do certame, de modo a identificar se houve desvios na condução das ações realizadas internamente no Núcleo de Concursos da UFPR. E lamenta e se solidariza com todos os candidatos, sobretudo os que se deslocaram para a participação nas provas, comprometendo-se a retomar o certame na maior brevidade e nas melhores condições para todos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.