Serviços

Com frio intenso, Sanepar alerta sobre a proteção dos hidrômetros; risco é de rompimento

Segundo a Sanepar, a proteção do hidrômetro pode ser feita com caixa de papelão, plástico, lona ou madeira

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Com frio intenso, Sanepar alerta sobre a proteção dos hidrômetros; risco é de rompimento
(Foto: AEN/Sanepar)

28 de junho de 2021 - 16:37 - Atualizado em 28 de junho de 2021 - 16:37

O declínio acentuado das temperaturas no início desta semana em todas as regiões do Paraná, segundo informações do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), pode levar ao rompimento dos equipamentos que fazem a medição do consumo de água – os hidrômetros. A Sanepar alerta os clientes a adotarem cuidados para evitar que o “relógio” seja danificado.

Isso ocorre porque as baixas temperaturas favorecem o congelamento da água dentro da tubulação. Além de transtornos para a Sanepar, que precisa substituir os hidrômetros, também o cliente é prejudicado, podendo ter problemas com vazamentos e ficar sem água até que o equipamento seja trocado.

A proteção do hidrômetro pode ser feita com caixa de papelão, plástico, lona ou madeira. Podem ser usados outros tipos de materiais que impeçam o acúmulo de gelo sobre o hidrômetro e o encanamento, desde que não fiquem em contato direto com a estrutura. Segundo a Sanepar, o material deve ser de fácil remoção para que o leiturista faça a medição do consumo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.