Serviços

Auxílio emergencial: beneficiário poderá conferir a partir de quinta se tem direito

De acordo com o Ministério da Cidadania, os pagamentos do auxílio emergencial devem começar no início de abril

Carol
Carol Machado da equipe de estágio sob supervisão de Guilherme Becker com informações do portal R7
Auxílio emergencial: beneficiário poderá conferir a partir de quinta se tem direito
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

31 de março de 2021 - 08:13 - Atualizado em 31 de março de 2021 - 08:13

Os brasileiros que receberam o auxílio emergencial no ano passado, agora poderão saber a partir desta quinta-feira, 1º de abril, se vão receber o novo pagamento deste ano.

De acordo com o portal R7, i resultado da análise de dados realizada pela Dataprev estará disponível para consultas no site da empresa, pelo link.

De acordo com o Ministério da Cidadania, os pagamentos do auxílio emergencial devem começar no início de abril. O calendário oficial para o pagamento do benefício para o público inscrito pelas plataformas digitais da Caixa e para os integrantes do Cadastro Único será anunciado nesta semana. Já para os integrantes do programa Bolsa Família, será mantido cronograma regular de pagamento, que começa no dia 16 de abril.

O novo auxílio emergencial irá beneficiar 45,6 milhões de pessoas. O benefício será limitado a uma pessoa por família. O valor será de R$ 250 em quatro parcelas. Para mulher chefe de família, cada parcela será de R$ 375, enquanto o indivíduo que mora sozinho – família unipessoal – receberá R$ 150.

Este ano, o auxílio emergencial contará com regras mais rigorosas. A nova rodada do benefício não abrirá cadastro para quem ficou de fora do programa em 2020, mas agora precisaria da ajuda.

Outra questão, que foi incluída é que as pessoas que receberem a primeira parcela podem não ter garantia de recebimento das próximas. Isto porque, o Ministério da Cidadania fará um pente-fino todos os meses nas informações cadastrais para evitar fraudes e excluir aqueles que não precisam mais da ajuda.

Quem pode receber o novo auxílio emergencial?

  • Trabalhadores informais;
  • Desempregados;
  • Microempreendedores individuais (MEI);
  • Contribuinte individual da Previdência Social;
  • Famílias com renda per capita de até meio salário mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Para o público do Bolsa Família, segue valendo a regra quanto ao valor mais vantajoso a ser recebido entre o programa e o auxílio emergencial 2021;
  • Os integrantes do Bolsa Família receberão o benefício com maior parcela.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.