Violência contra criança

Vídeo mostra menino lutando para levantar edredom horas antes de morrer

A criança estava fraca e ferida devido a negligência e os ataques constantes do pai e da madrasta

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Vídeo mostra menino lutando para levantar edredom horas antes de morrer
Foto: Reprodução/Birmingham Live

23 de novembro de 2021 - 18:52 - Atualizado em 23 de novembro de 2021 - 18:54

Um vídeo de partir o coração mostra um menino de 6 anos lutando para guardar seu edredom horas antes de sua morte. As imagens foram apresentadas como prova de maus-tratos durante o júri do pai e da madrasta da criança no Reino Unido nesta terça-feira (23). Os dois estão presos por assassinato e crueldade infantil. (Assista abaixo)

De acordo com o The Mirror, o pequeno Arthur Labinjo-Hughes morreu de colapso devido a ferimentos múltiplos na cabeça. Os promotores afirmam que ele foi submetido a semanas de “abusos sistemáticos” nas mãos de seu pai, Thomas Hughes, de 29 anos, e de sua madrasta, Emma Tustin, de 32. 

Na gravação, feita às 8h30 de 16 de junho de 2021, em Cranmore Road, Shirley, ele mal consegue pegar sua roupa de cama do chão, onde havia dormido. Além de estar vestindo o mesmo macacão pelo quinto dia consecutivo, também é possível ver que a criança está mancando. 

“Arthur acorda e se levanta. Ele parece estar lutando para dobrar o edredom. Parece estar chorando e lutando para ficar de pé. Ele arrasta o edredom para fora da sala de estar”,

narrou o promotor Jonas Hankin QC

Conforme a investigação, Arthur estava fraco por permanecer de castigo isolado no corredor por até 14 horas por dia, sendo repetidamente agredido, privado de comida e água e provavelmente “envenenado” com sal. No entanto, o ataque fatal, que provocou sua morte, ocorreu por volta das 14h29 do mesmo dia, quando a madrasta estava sozinha com ele em casa. 

Leia também:

Acredita-se que a mulher tenha agredido o menino até ele entrar em convulsão. O socorro chegou a ser chamado, mas Arthur não resistiu. 

Além disso, especialistas médicos disseram ao júri que seu timo – um órgão do sistema imunológico – encolheu devido a um “período de severo estresse físico prolongado” comparável ao de uma criança com câncer.

O tribunal também soube que Arthur era forçado a dormir no chão da sala de estar, mesmo nas noites em que os filhos de Tustin estavam hospedados em outro lugar e suas camas podiam ser usadas no andar de cima.

Tustin disse que o instalou para monitorar o comportamento de Arthur, que ela e Hughes afirmam ter piorado significativamente nas últimas semanas. A câmera ajudou os detetives a estabelecer quanto tempo Arthur passou no corredor como uma “punição”.

Veja o vídeo:

Registrou um flagrante? Mande pro WhatsApp do RIC Mais clicando aqui e faça o portal com a gente!