Segurança

Vereador de Guarapuava é investigado por crime de ‘rachadinha’

A PCPR iniciou as investigações de alta complexidade há 3 semanas, quando uma servidora procurou a polícia para relatar que estava sendo exigido parte de seu salário, sob ameaça de ser exonerada

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações PCPR
Vereador de Guarapuava é investigado por crime de ‘rachadinha’
(Foto: PCPR)

18 de maio de 2022 - 18:18 - Atualizado em 18 de maio de 2022 - 18:18

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) cumpriu, nesta quarta-feira (18), três mandados de busca a preensão decorrente da investigação dos crimes de concussão e lavagem de dinheiro, em Guarapuava, na região Central do Paraná. O gabinete do vereador Sidão Oreiko, na Câmara Municipal de Guarapuava, foi um dos alvos da operação.

Além do gabinete, a residência de outro individuo também estava no foco dos agentes. Os suspeitos são investigados por participar de um esquema nomeado como “rachadinha”, em que os parlamentares se apropriam de parte dos salários dos funcionários comissionados de seus gabinetes.

A PCPR iniciou as investigações de alta complexidade há três semanas, quando uma servidora procurou a polícia para relatar que estava sendo exigido parte de seu salário, sob ameaça de ser exonerada.  

Os itens apreendidos vão auxiliar no andamento das investigações, que seguem para apurar o fato.  

O RIC Mais entrou em contado com o vereador Sidão Oreiko e aguarda retorno dele.