Segurança

Um mês após tentar matar enteados e companheira, jovem esfaqueia sogra: “Não é uma pessoa, é um animal”

Namorada revelou que se arrependeu de ter perdoado o jovem

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Marcelo Borges | RIC Record TV
Um mês após tentar matar enteados e companheira, jovem esfaqueia sogra: “Não é uma pessoa, é um animal”
(FOTO: PAULO FISCHER/ RIC RECORD TV)

10 de maio de 2021 - 08:11 - Atualizado em 10 de maio de 2021 - 08:11

Um jovem, de 21 anos, está sendo procurado, por suspeita de tentativa de homicídio. O rapaz teria atacado a sogra na noite deste domingo (9), no bairro Xaxim, em Curitiba. A mulher de 53 anos teve ferimentos na cabeça, foi atendida por uma equipe do Corpo de Bombeiros e levada para o Hospital Cajuru, sem risco de morte.

A namorada do suspeito conversou com a equipe da RIC Record TV e contou que o jovem sempre teve atitudes agressivas, mas ela teria aceitado reatar o relacionamento recentemente. Há um mês, o rapaz teria tentado contra a vida da namorada e dos dois filhos dela, um de apenas um ano e outro de dois.

Após o susto, a namorada realizou um boletim de ocorrência e conseguiu medida protetiva. Porém, o amor fez ela reatar o relacionamento e neste final de semana foi surpreendida novamente pela violência do companheiro.

“Nós estávamos todos de bem. Aí do nado ele surtou”,

contou a jovem, que pediu para não ser identificada.

Com uma faca, o suspeito foi até o quarto da sogra e desferiu golpes na região da cabeça. Após o ataque, o homem deixou a residência que fica na rua Zeferino da Costa, na Vila São Pedro, e não foi mais visto. Poucos minutos depois, ele mandou mensagem para a namorada. “Vai tomar no (palavrão) sua (palavrão)”, escreveu.

Segundo a filha da vítima, o companheiro sempre teve bastante ciúmes. Em outra mensagem enviada após o crime, ele escreveu “Nenhuma pessoa merece passar por isso. Eu mesmo vi você fazendo”.

Após mais um ataque descontrolado do companheiro, agora a namorada contou que não quer mais saber do jovem, com quem se relacionou durante quatro meses.

“Não quero mais perto de mim não essa pessoa. Porque isso não é uma pessoa, é um animal”,

disse a jovem.