Segurança

Tiroteio na Vila Torres deixa 2 mortos e 3 feridos; vizinhança ouviu mais de 100 tiros

A polícia acredita que o alvo da ação era um jovem que saiu da cadeia na segunda-feira (18); as outras vítimas podem ter sido feridas apenas por estarem junto no momento do crime

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Daniela Sevieri, da RIC Record TV Curitiba
Tiroteio na Vila Torres deixa 2 mortos e 3 feridos; vizinhança ouviu mais de 100 tiros
Foto: Daniela Sevieri/RIC Record TV Curitiba

19 de outubro de 2021 - 18:56 - Atualizado em 19 de outubro de 2021 - 20:57

Duas pessoas morreram e duas ficaram feridas durante um tiroteio na Vila Torres, em Curitiba, no fim da tarde desta terça-feira (19). Casas, carros e fachadas de estabelecimentos comerciais ficaram marcadas pelos tiros disparados de arma de fogo.

De acordo com o delegado Tiago Nóbrega, da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), as vítimas fatais são dois jovens, um deles foi morto na rua Irineu Adami e o segundo nas proximidades do Rio Belém. Já os sobreviventes são uma moça e um rapaz. Ambos foram socorridos em estado grave. Por outro lado, ainda não se sabe nada sobre os autores do atentado.

“Possivelmente todos têm relação com os mesmos fatos. A gente, infelizmente, não teve aqui na localidade nenhuma informação, seja por parte de moradores e nem por câmeras de segurança. Então, a gente ainda não têm informações se as pessoas que praticaram o crime estavam a pé, estavam de carro, de moto. Ainda é tudo muito recente”,

explicou o delegado.

Ainda conforme Nóbrega, um dos jovens que foi morto saiu do sistema prisional na segunda-feira (19). Por isso, a polícia acredita que ele era o alvo da ação e os outros três jovens acabaram baleados por estarem em sua companhia.

“O Ruan saiu ontem da cadeia. Ele havia sido preso em posse de algumas armas de fogo. Os outros a gente está levantando ainda. A moça possivelmente não tem histórico policial. O adolescente que foi encontrado na beira do rio também não. O outro rapaz, a gente tem que levantar ainda. Possivelmente, o Ruan era o alvo porque foi ele quem recebeu mais disparos de arma de fogo e os outros foram atingidos pelo simples fato de estarem com ele. Deu a entender que vieram em perseguição ao Ruan e ele tentou fugir”, completou o delegado.

O delegado também pontuou que até o momento não é possível saber se houve uma troca de tiros ou se as vítimas foram baleadas sem chance de defesa.

Atualização

A Polícia Militar confirmou mais tarde que são dois mortos e três feridos. Morreram Rhuan Victor Costa pereira, 23 anos e a um adolescente, ainda não identificado, encontrado morto perto do rio. Ficaram feridos Maycon Luciano Betti Barreto, 45 anos, que correu para a Rua Manoel Freire e foi atendido pelo Siate com um tiro na mão; além de Tatiane Matoso da Silva, 26 anos, socorrida em estado gravíssimo pelo Siate.

Há também uma quinta vítima baleada, um homem ainda não identificado, que correu pedir ajuda no Habibs da Avenida das Torres. O Siate foi chamado e recolheu a vítima ali para levá-la ao hospital.