Segurança

Por telefone, golpistas exigem Pix para não assaltar e matar comerciantes em Umuarama

Os golpistas diziam que estavam em frente aos estabelecimentos, armados e com a mira apontada para os lojistas

Renan
Renan Vallim / Repórter com informações da PM
Por telefone, golpistas exigem Pix para não assaltar e matar comerciantes em Umuarama
(Foto: Prefeitura de Umuarama)

1 de setembro de 2021 - 11:38 - Atualizado em 1 de setembro de 2021 - 12:26

Pelo menos três comerciantes de Umuarama, noroeste do Paraná, receberam ligações ao longo da última terça-feira (31) exigindo a realização de uma transferência bancária via Pix. Os golpistas afirmavam que, caso a solicitação não fosse atendida, os estabelecimentos seriam assaltados e seu proprietários, mortos.

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), os comerciantes receberam ligações de pessoas que, a princípio, se passavam por clientes. Após fazerem algumas perguntas sobre produtos, os golpistas perguntavam se o estabelecimento aceitava pagamentos via Pix.

Leia mais: Homem é preso após ameaçar a esposa com canivete em Goioerê

Ao receberem a resposta positiva, os golpistas então iniciavam as ameaças. Eles diziam que estavam em frente aos estabelecimentos, armados e com a mira apontada para os lojistas. Então, exigiam que um Pix fosse feito ou iriam atirar.

Uma das vítimas conseguiu chamar a PM, que fez rondas nas proximidades, mas não encontrou os autores das ameaças. De acordo com os policiais, nenhum dos estabelecimentos chegou a realizar a transferência. A Polícia Civil investiga os casos.