Segurança

VÍDEO: policial federal é desarmado por grupo de travestis e perde dentes após coronhadas em Maringá

O policial ainda poderá responder por porte ilegal de arma de fogo, de acordo com a Polícia Militar

Renan
Renan Vallim / Repórter

23 de outubro de 2021 - 12:40 - Atualizado em 23 de outubro de 2021 - 13:20

Um policial federal foi agredido por um grupo de travestis na Avenida Colombo, em Maringá, na madrugada deste sábado (23). Ele teria se desentendido com uma das travestis. O policial ainda poderá responder por porte ilegal de arma de fogo.

O caso aconteceu perto das 2h da manhã. Até o momento da publicação desta matérias, não havia sido divulgada a causa do desentendimento entre o policial, de 35 anos, e uma travesti. O policial então sacou a arma, mas foi desarmado pela travesti.

Ela e outras travestis passaram então a agredir o policial federal com socos, chutes e coronhadas da própria arma, uma pistola. O policial acabou perdendo três dentes com as agressões.

Uma das travestis teria puxado o gatilho da pistola, mas a arma estava travada e não disparou. O grupo de travestis abandonou a arma e fugiu.

A ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (SIATE) levou o policial federal para o Hospital Bom Samaritano, para passar por exames. A arma foi entregue à Polícia Militar (PM), que afirmou em boletim que o policial não possui porte de arma de fogo.