Segurança

Policiais são investigados pelo Gaeco por envolvimento em organização criminosa

Chamada de Operação Imperium, a ação investiga crimes de usura, lavagem de ativos e exploração ilegal de jogos mediante corrupção ativa e passiva

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do MPPR
Policiais são investigados pelo Gaeco por envolvimento em organização criminosa
Câmera de segurança gravou possíveis negociações ilegais. (Foto: Divulgação/Gaeco)

18 de maio de 2021 - 10:45 - Atualizado em 18 de maio de 2021 - 12:58

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou, nesta terça-feira (18), a Operação Imperium. A ação é contra uma organização criminosa que estaria atuando em Jataizinho, norte do Paraná. Entre os investigados, estão policiais militares, particulares e um civil.

No total, serão cumpridos 14 mandados de prisão temporária e 70 de busca e apreensão, além de outras medidas. São investigados crimes de usura, lavagem de ativos e exploração ilegal de jogos mediante corrupção ativa e passiva. Um dos jogos ilegais seria o “jogo do bicho”.

São alvos das prisões temporárias cinco policiais militares, um policial civil e oito particulares. Também foram impostas contra 11 particulares e dois outros PMs medidas cautelares diversas da prisão preventiva. Os cinco policiais militares presos e os outros dois investigados foram suspensos da função pública.

Os mandados foram expedidos pela Vara de Auditoria Militar Estadual e pela Vara Criminal de Ibiporã, que ainda determinaram o sequestro de veículos e de imóveis relacionados aos crimes. A ação tem a participação de 160 pessoas, entre promotores de Justiça e agentes de segurança pública, e conta com o apoio das corregedorias da Polícia Militar e da Polícia Civil.