Segurança

Paraguaio morre em acidente entre duas carretas na BR-277, em Candói

Motorista do outro caminhão foi encaminhado para o hospital com múltiplas fraturas pelo corpo; testemunhas disseram que viaturas do Depen teriam causado o acidente

Guilherme
Guilherme Fortunato / Produtor com informações da PRF
Paraguaio morre em acidente entre duas carretas na BR-277, em Candói
(Foto: Reprodução/redes sociais)

4 de janeiro de 2022 - 10:42 - Atualizado em 10 de janeiro de 2022 - 09:32

Um paraguaio morreu após se envolver em um acidente na manhã desta terça-feira (4), em Candói, no Centro do Paraná. Ele é caminhoneiro e colidiu de frente contra outra carreta na BR-277.

Com o impacto os veículos pegaram fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas.

Leia mais: “Ele morreu nos meus braços”, relata testemunha de acidente entre carretas na BR-277

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, testemunhas afirmaram que duas viaturas do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR) estariam envolvidas. Elas teriam realizado uma ultrapassagem proibida na curva, o que teria forçado um dos caminhoneiros na pista contrária a desvisar. Com isto, bateu de frente com outro caminhão.

As viaturas foram identificadas e as equipes foram ouvidas pela Polícia Civil de Guarapuava, que irá investigar as causas do acidente.

O motorista do outro caminhão envolvido na batida, um brasileiro, sofreu múltiplas fraturas pelo corpo e foi encaminhado para o hospital. Testemunhas dizem que ele rezava a todo instante, enquanto recebia socorro.

A colisão provocou filas no quilômetro 402 da rodovia, que ficou no sistema de fluxo pare e siga até às 11h57, quando ambas as pistas foram liberadas para o fluxo normal do trânsito.

O que diz o Depen

O Departamento penitenciário informou que está acompanhando o caso e abrirá sindicância para apurar os fatos. Veja a nota oficial do órgão na íntegra:

“O Departamento de Polícia Penal (Deppen) esclarece que de acordo com as informações apuradas até o momento, não houve envolvimento direto das viaturas no acidente mencionado, e que os servidores estão prestando depoimento na qualidade de testemunhas. O Deppen está acompanhando o caso e também vai abrir um procedimento administrativo interno para apurar a situação.”


Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!