Segurança

‘Não desejo isso para ninguém’, desabafa vítima de confronto na zona norte de Londrina

O homem transportava um malote com joias quando foi abordado e perseguido por bandidos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Rafael Machado, da RICtv Londrina
‘Não desejo isso para ninguém’, desabafa vítima de confronto na zona norte de Londrina
(Foto: Eliandro Piva/RICtv Londrina)

8 de março de 2022 - 15:11 - Atualizado em 8 de março de 2022 - 15:12

Em entrevista à RICtv Londrina, norte do Paraná, o comerciante perseguido por bandidos, nesta terça-feira (8), desabafou sobre os momentos de tensão que viveu. O homem, que é do interior de São Paulo, transportava um malote quando foi abordado pelos criminosos, perto do Distrito da Warta, zona norte da cidade.

“Dá um medo, a boca seca, a gente faz loucura no trânsito, passando e colocando outras pessoas em perigo. Não desejo isso para ninguém não, é uma pressão psicológica muito grande”,

comenta a vítima.

O representante comercial contou que vinha no sentido de Bela Vista do Paraíso. Quando chegou próximo ao anel viário, segundo ele, os bandidos pararam o carro na pista. Ao se aproximar deles, a vítima foi abordada, mas conseguiu fugir durante alguns quilômetros. Durante esse tempo, o homem falou que já estava em contato com a Polícia Militar, pelo celular.

“Eles me alcançaram perto do crematório e, na hora que eles me alcançaram, foi na hora que eles começaram a atirar. Atiraram para a cima, atiraram na direção do carro e acertaram dois tiros no meu carro. Nisso, eu fui encontrar com a Polícia Militar. Eles trocaram tiro com a polícia e deu no que deu.”

relembra o homem.

Um dos disparos acertou a traseira do veículo. O outro, passou pelo banco de trás e caiu no chão do passageiro. Os bandidos estavam em quatro. Durante o confronto, dois deles foram atingidos e morreram no local. Um dos mortos foi identificado como Renato Salvador, de 31 anos. Outro criminoso, identificado como João Henrique Sotocorno de Mello, de 38 anos, ficou ferido e foi encaminhado para a Santa Casa de Londrina. O quarto criminoso conseguiu fugir a pé.

Os policiais desconfiam que a quadrilha seja de Cornélio Procópio, na mesma região do Estado. A suspeita é que eles já tinham conhecimento do trajeto e do conteúdo que o comerciante transportava. O carro usado pelos bandidos não apresentava sinais de roubo ou furto.

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!