Segurança

Mulher morta em ônibus buscava uma “nova vida” em Curitiba, diz amiga

Mãe e amiga de Samantha chegaram em Curitiba na noite desta quinta-feira (24); vítima estava na capital paranaense em busca de uma ‘vida nova’

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações de Marcelo Borges, da RICtv
Mulher morta em ônibus buscava uma “nova vida” em Curitiba, diz amiga
(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

25 de março de 2022 - 09:54 - Atualizado em 25 de março de 2022 - 11:45

A morte de Samantha Muniz, após um desentendimento em um ônibus biarticulado em Curitiba, causou grande comoção nas redes sociais. Amigos e familiares postaram mensagens emocionantes e muitos usuários compartilharam fotos do suspeito em busca de justiça. A vítima foi esfaqueada depois de tentar apartar uma discussão por causa de um doce, onde o suspeito acusava um pai de família de roubo.

O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (24), dentro de um ônibus da linha Centenário/ Campo Comprido, na região do bairro Mossunguê. O suspeito teria iniciado uma discussão por causa de uma cocada, arremessou o celular de um passageiro pela janela e na sequência atacou a mulher com um canivete.

A vítima teve ferimentos graves e não resistiu, antes mesmo da chegada de equipe de resgate. O suspeito desceu do ônibus e fugiu por uma área de mata. Cerca de 8h após o crime, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) revelou a identidade do rapaz e apontou que o suspeito já tinha cometido outro homicídio no ano passado.

Homenagens para Samantha

Samantha morava em Curitiba há apenas seis meses. A mulher, de 35 anos, que era de Florianópolis, decidiu mudar de cidade para tentar uma vida nova.

“A intenção era mudar os ares, vida nova, conhecer lugares diferentes, pessoas diferentes”, contou uma amiga de Samantha, que veio a Curitiba com a mãe da vítima na noite desta quinta-feira.

Os familiares de Samantha estavam bastante abalados com a violência. Após comparecer à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a amiga de Samantha mostrou indignação. “É um criminoso, alguém que estava com más intenções. Já é reincidente, foi preso por homicídio há menos de um ano […] Enfim, resumidamente essa é a nossa justiça”, contou.

Familiares compartilharam mensagens de despedida para Samantha. Uma tia, lamentou a violência na capital paranaense. “Estou me sentindo triste, vai com Deus minha sobrinha  Samantha Muniz”, publicou.

Na página de Samantha, a moça costumava compartilhar mensagens sobre o tema morte e também um dos maiores hobbies, a música. Veja uma das apresentações com o talento de Samantha: