Segurança

Motorista que provocou dois acidentes na BR-376 é preso em Marialva

O primeiro acidente matou uma criança, de 10 anos, no Natal do ano passado; condutor respondia em liberdade

Guilherme
Guilherme Fortunato / Editor com informações da RICtv
Motorista que provocou dois acidentes na BR-376 é preso em Marialva
(Foto: Reprodução / RICtv)

29 de junho de 2022 - 10:29 - Atualizado em 29 de junho de 2022 - 10:30

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) cumpriu na noite de terça-feira (28), em Marialva, no Norte do Paraná, o mandado de prisão contra Plínio José Cesso, de 57 anos, por descumprimento de medida judicial. Plínio estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa após se envolver em dois acidentes. Em dezembro de 2021, Cesso foi responsável por um outro acidente que matou uma criança e deixou outras 13 pessoas feridas. Ele chegou a ser preso, mas respondia o processo em liberdade. O outro foi registrado no final de semana.

No domingo (26), o detido perdeu o controle do carro na BR-376, em Marialva, e acabou capotando com o veículo. Segundo a Polícia Militar, Plínio estava nervoso e chegou a ofender os policiais. O motorista foi levado para delegacia e depois foi liberado.

Além da CNH suspensa, Plínio José Cesso estava proibido de sair a noite de casa. Essas foram as condições para ele deixar a prisão após seis meses do cumprimento da pena. Durante o cumprimento do mandado na noite de terça (28), Plínio foi acusado de violência doméstica contra um familiar. Segundo a Polícia Civil, ele estava havia ingerido medicamentos, por isso, precisou ser levado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) antes de ser preso.

Em 25 de dezembro de 2021, Plínio José Cesso dirigia uma caminhonete que bateu violentamente na traseira de um gol, que foi arremessado para fora da rodovia BR-376, em Sarandi. Em seguida, o motorista colidiu na traseira de um Corsa, que também foi jogado a vários metros.

Cinco crianças ficaram feridas, entre elas, Ryan Vinícius de Araújo Santana, de 10 anos, que morreu no hospital 10 dias depois do acidente. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista apresentava sinais de embriaguez e não quis fazer o teste do bafômetro. Agora ele está preso na delegacia da Polícia Civil de Sarandi.