Segurança

Motociclista que atropelou mulher empurrando carrinho de bebê não tem CNH

Transitar já esteve no local onde aconteceu o acidente e encaminhou um relatório para o alvará do município e para o IPC

Aline
Aline Cristina / Repórter
Motociclista que atropelou mulher empurrando carrinho de bebê não tem CNH
(Foto: Rodrigo Lima)

18 de novembro de 2021 - 12:41 - Atualizado em 18 de novembro de 2021 - 13:23

O condutor da motocicleta que atingiu uma mulher empurrando o carrinho de bebê, em Cascavel, no Oeste do Paraná, não possui Carteira Nacional de Habilitação.

A informação foi confirmada pela presidente da Transitar, Simoni Soares por meio de relatório apresentado pela Polícia Militar que atendeu a situação. O acidente foi registrado na noite de quarta-feira (17), no Bairro Santa Felicidade. A mulher empurrava o carrinho de bebe, pela Rua Cabo Fidélis Batista de Aguiar, quando foi atropelada por um motociclista.

“Somente neste ano até agora, segundo estatísticas, de 17 condutores, sete não possuem habilitação. Isso é um fator preocupante, porque temos estatísticas que comprovam que a falta de CNH é uma das causas de acidentes graves em Cascavel.”

Simoni Soares – Presidente Transitar

A equipe da Transitar esteve na manhã desta quinta-feira no local do acidente, e constatou que as calçadas não dão condições de trafegabilidade e que um relatório será encaminhado para prefeitura.

“ Já encaminhamos as fotos e os relatos dessa situação para o setor de alvará do município e também para o IPC (Instituto de Planejamento de Cascavel), porque a responsabilidade das calçadas é do proprietário dos imóveis”.

Simoni Soares – Presidente Transitar

Simoni frisa que no local há no intervalo de 600 metros duas lombadas e uma parada obrigatória.

“Segundo apurado no local do acidente, o condutor da moto não estava em alta velocidade”.

Simoni Soares – Presidente Transitar

Em resposta o IPC informou que é de responsabilidade do morador construir calçadas, e que atua na fiscalização das denuncias, que chegam ao Instituto, veja a nota na íntegra:

O IPC informa que o município disponibiliza para a população os modelos através da Lei Municipal 5744/2011. É de responsabilidade dos moradores construir calçadas, por exigência da Lei supracitada. Atualmente o Município conta com equipe de fiscalização, atuando sobre demanda de denúncias (denuncias devem ser feitas através do 156) e na fiscalização dos bairros. Existe incentivo para quem construir a calçada dentro dos padrões, sendo desconto de 10% no IPTU.

NOTA IPC

Acidente

Socorristas do Siate foram acionados para atender mãe e criança. A mulher teve ferimentos graves e foi encaminhada para a casa hospitalar. O bebê também ficou ferido e precisou de atendimento dos militares.

Segundo informado no local, o motociclista ficou em estado de choque e não conseguiu relatar à equipe policial o que havia acontecido. Ele realizou o teste do bafômetro, que não apontou a ingestão de bebida alcoólica.

Policiais militares precisaram ser acionados, pois uma confusão se formou e revoltados, populares tentaram linchar o condutor da motocicleta.

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!