Segurança

Adolescente é morto após briga em escola de Apucarana; motivação será investigada

Ao menos seis menores de idade estão envolvidos no caso, de acordo com a Polícia Militar

Bruna
Bruna Melo / Repórter com informações da PMPR
Adolescente é morto após briga em escola de Apucarana; motivação será investigada
(Foto: Eliandro Piva/RICtv)

22 de junho de 2022 - 09:05 - Atualizado em 22 de junho de 2022 - 10:41

Um menino, de 13 anos, morreu ao ser envolver em uma briga escolar, em Apucarana, no norte do Paraná, na noite desta terça-feira (21). Ao menos seis menores de idade estão envolvidos no caso. A Polícia Civil investiga a causa da morte e o motivo da briga.

O jovem foi agredido na Rua Emiliano Perneta. A Polícia Militar (PM) o encontrou caído no chão com uma pessoa sobre o seu corpo fazendo massagem cardíaca, tentando reanimá-lo.

Um médico e a equipe de um Posto de Saúde próximo chegaram ao local e continuaram com os procedimentos. Ele foi encaminhado ao Hospital da Providência. Entretanto, não foi possível salvá-lo.

Uma testemunha informou aos policiais que participaram da briga quatro adolescente de 15 anos, um de 14 e outro de 12. Três deles foram encontrados em suas casas e foram encaminhados à delegacia junto aos responsáveis.

O Colégio Padre José Canale, localizado no Jardim Ponta Grossa, comunicou que as aulas estão suspensas para esta quarta-feira (22). O núcleo regional de educação de Apucarana promove reunião sobre o caso. De acordo com o diretor, o rapaz estava matriculado no 8º ano.

O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML).

Em nota, a Secretaria da Educação e do Esporte (SEED) afirmou que “entre os agressores estariam alunos que frequentam o colégio e um estudante de outra instituição”.

O colégio promoverá ações pedagógicas de combate à violência, além de conversas para orientação dos estudantes e responsáveis. A instituição de ensino também está prestando apoio à família do aluno morto e aos demais estudantes e responsáveis envolvidos no conflito. A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR) lamenta a perda do estudante e se solidariza com a família, amigos e comunidade escolar.