Segurança

“Marcio era violento”, diz ex-companheira, que tinha medida protetiva contra assassino

Traumatizada e com medo, a mulher, agora se esconde e tenta esquecer o que viveu

Aline
Aline Cristina / Repórter com Cidade Alerta Oeste
“Marcio era violento”, diz ex-companheira, que tinha medida protetiva contra assassino
(Foto: reprodução RIC Record TV)

6 de outubro de 2021 - 18:45 - Atualizado em 22 de outubro de 2021 - 17:58

Poucas horas depois de o corpo de Gisele dos Santos ser encontrado às margens de uma estrada rural de Cascavel, no Oeste do Estado,  Marcio dos Santos foi preso acusado pelo crime, pela Delegacia de Homicídios, que investigou o caso.

No momento da prisão, ele chegava ao apartamento onde morava com outra mulher, que também conheceu pela internet, assim como Gisele, que foi brutalmente assassinada, amarrada e jogada dentro de um guarda-roupa. Ele assume o crime e conta o passo a passo da morte.

  • Leia Mais: Caso guarda-roupas: de dentro da cadeia, assassino conta versão dos fatos

O corpo da vítima foi encontrado no dia 08 de abril deste ano e o caso ganhou repercussão nacional. Nossa equipe conversou com exclusividade com o preso, que segue detido na cadeia pública de Marechal Cândido Rondon, no Oeste do Estado.

O advogado de defesa de Marcio também conversou com a nossa equipe, assim como uma das ex-companheiras de Marcio, que ficou chocada com o crime.

Segundo vizinhos do autor, além de Gisele, que foi assassinada, da mulher que chegava com Marcio em casa, quando ele foi preso; da mãe dos filhos dele, que ficou em Alagoas, estado de origem, ele também tinha uma outra companheira.

Com exclusividade, nossa equipe também teve acesso a essa mulher. Os detalhes chamam atenção e mostram que o histórico de violência de Marcio, começou antes do assassinato de Gisele.

“ Me agredia, por motivo bobo e me ameaçava, falava que…muitas coisas sobre a minha família, até por isso eu fiquei com medo dele e não falava muitas coisas para os meus pais. Ficava quieta com medo de ele fazer alguma coisa com alguém”

sonora sem identificação

A ex-companheira conta que o relacionamento dela com Marcio durou oito meses. Segundo ela, até uma medida protetiva contra o acusado foi feita. Para a ex-companheira, Marcio, era um homem violento.

Traumatizada e com medo, a mulher, agora se esconde, tenta esquecer o que viveu e confirma que antes de Gisele ser morta, ela foi com os pais tirar roupas e objetos que estavam na casa de Marcio.

Mas e agora, sobre a morte de Giselle, confessando o crime, o que Marcio dos Santos espera?

“Eu sei que não vai ser fácil, mas o que vier eu estou pronto. Esse tempo que estou passando aqui, está servindo para mim, pra mais ou pra menos eu tenho que cumprir.”