Segurança

Jovem sofre hemorragia e feto é encontrado dentro de mochila em Campo Mourão

A mulher, estudante de Medicina Veterinária, deu entrada no Pronto Socorro da cidade com sangramento

Renan
Renan Vallim / Repórter
Jovem sofre hemorragia e feto é encontrado dentro de mochila em Campo Mourão
(Foto: Arquivo/AEN)

13 de agosto de 2021 - 09:22 - Atualizado em 13 de agosto de 2021 - 09:32

Uma jovem de 20 anos foi internada no Hospital Santa Casa de Campo Mourão com suspeita de ter praticado um aborto. A mulher, estudante de Medicina Veterinária, deu entrada no Pronto Socorro da cidade com sangramento. A Polícia Militar (PM) foi acionada e encontrou, na casa da jovem, um feto de aproximadamente sete meses dentro de uma mochila.

A jovem procurou ajuda no Pronto Socorro da cidade na noite desta quinta-feira (12) com uma grave hemorragia. Para as enfermeiras, ela disse não saber a causa do sangramento. No entanto, um exame feito por um médico ginecologista apontou que a jovem teria acabado de dar à luz.

A PM então foi chamada e, após vistoriar a república em que a jovem mora, encontrou um feto do sexo feminino de cerca de sete meses dentro de uma mochila, escondido na lavanderia. O feto foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), que irá identificar se ele nasceu com vida ou não.

A estudante foi encaminhada para o Hospital Santa Casa e permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até a publicação desta notícia, para se recuperar do sangramento. A Polícia Civil investiga o caso.

Legislação

Diferentemente de outros países, o aborto no Brasil é crime, com pena prevista de 1 a 3 anos de detenção para a gestante, e de 1 a 4 anos para o médico ou qualquer outra pessoa que realize o procedimento de retirada do feto na gestante.

No Brasil, o aborto só é permitido por lei para salvar a vida da gestante, quando a gestação é resultante de um estupro ou se o feto for anencefálico.