Segurança

Idosa que estava com criança em carro que foi roubado revela terror: “me mata, mas não vou deixar a menina”

Conforme o relato da mulher, que é babá da menina, ela se negou a sair do carro e foi ameaçada por um dos suspeitos

Daniela
Daniela Borsuk / Editora com informações de Tiago Silva, da RICtv
Idosa que estava com criança em carro que foi roubado revela terror: “me mata, mas não vou deixar a menina”
(Foto: Reprodução/RICTv)

7 de junho de 2022 - 14:24 - Atualizado em 7 de junho de 2022 - 14:24

A idosa que estava em um carro que foi roubado com ela e uma criança de quatro anos, falou em depoimento à Polícia Civil sobre os momentos que ficou à mercê dos assaltantes. A situação aconteceu nesta segunda-feira (6), no bairro Batel, em Curitiba. Conforme o relato da mulher, que é babá da menina, ela se negou a sair do carro e foi ameaçada por um dos suspeitos.

De acordo com a babá, ela estava no banco do passageiro do carro e a mãe da criança, dona do automóvel, havia saído por poucos minutos para ir até a escolinha da filha. Ao deixar o veículo, a mulher manteve a chave na ignição. Logo depois, dois homens abordaram a babá e a empurraram para sair do carro, anunciando o assalto.

A mulher contou que foi até o banco de trás para tirar a criança do automóvel, um Meriva, mas que não conseguia abrir a trava do cinto de segurança da cadeirinha. Sem conseguir tirar a criança, ela permaneceu no veículo.

“Um chegou, abriu a porta e sentou na frente, aí ele falou “a senhora sai” e eu falei “não vou sair”, e ele “se a senhora não sair eu vou te dar um tiro”, e eu disse “então você vai ter que me matar, porque a menina eu não vou deixar aqui dentro”. Aí eu não consegui abrir a trava da cadeirinha dela, ele xingando e eu falei “moço, por favor, não me deixa mais nervosa, se você quiser me matar você mata, mas eu não vou deixar a menina”,

contou a mulher.

A mãe da criança também contou à polícia que tentou tirar a filha, mas que o suspeito que conduzia o veículo arrancou com o carro antes que ela pudesse fazer algo. “Eu pedi para ele deixar eu tirar a bebê de dentro do carro, minha filha de 4 anos. Ele fez que não e estava manobrando o carro para sair. Eu ainda consegui abrir a porta de trás do carro, do lado que estava a criança, e ele arrancou com a porta aberta. A senhora chorando muito e eu não consegui entrar, saí correndo atrás e gritando”, relatou.

Após sair com o veículo, o suspeito bateu o carro em outros e foi detido por um policial de folga que passava pela região e ouviu os apelos de populares. O homem foi preso e encaminhado para a delegacia. Para a polícia, o homem disse que roubou o carro para pagar uma dívida de R$ 50 com um traficante. Outro homem, que as vítimas afirmaram que estava ajudando no roubo, não foi detido até o momento.