Segurança

Homem é suspeito de estuprar as quatro filhas em Cascavel, no Oeste do Paraná

Caso veio a tona, durante um atendimento de violência doméstica, contra a companheira do acusado

Aline
Aline Cristina / Repórter
Homem é suspeito de estuprar as quatro filhas em Cascavel, no Oeste do Paraná
(Foto: Ilustração/ Polícia Militar)

7 de setembro de 2021 - 13:46 - Atualizado em 7 de setembro de 2021 - 13:52

Uma situação de violência doméstica durante a madrugada, em Cascavel, no Oeste do Paraná, desvendou outro crime, desta vez contra crianças. A polícia foi informada, durante o atendimento a violência sobre um possível caso de estupro de vulnerável.

O homem, de 33 anos, acusado de cometer o crime, é companheiro da mulher agredida, e pai das crianças. Ao sofrer a violência doméstica, a mulher de 42 anos, acionou a Polícia Militar. 

“ Chegando no local nós constatamos as agressões, ela havia levado um soco na face e apertões no braço.”

Tenente Eduardo Pontes – Polícia Militar

Ela contou às equipes policiais que desconfiava que suas enteadas estavam sofrendo abusos sexuais, praticados pelo próprio pai, que também é autor da agressão contra a mulher.

O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar a situação. Segundo o Tenente Eduardo Pontes da Polícia Militar, as quatro filhas do homem, com idades de 3 a 13 anos, confirmaram ter sofrido abusos, e que o crime acontecia com frequência.

“ Todas as meninas relataram que sofreram abuso sexual praticado pelo pai. A mulher, que foi agredida, ainda informou que foi possível constatar nas partes intimas das meninas o possível abuso sexual.”

Tenente Eduardo Pontes – Polícia Militar

Diante da afirmação das crianças, o homem foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil pelos crimes de Violência Doméstica e possível estupro de vulnerável.

As crianças foram encaminhadas para um centro de apoio, pelas equipes do Conselho Tutelar e irão passar por exames, no Instituto Médico Legal.

A companheira do homem, e também madrasta das crianças relatou que percebeu machucados na região genital das crianças, no entanto, só exames poderão comprovar se houve o abuso.

Até que saia o resultado dos exames, o homem fica detido na carceragem da 15ª SDP. Segundo a polícia, o homem não falou nada sobre a situação.