Feminicídio

Jovem que matou adolescente de 13 anos é indiciado por feminicídio no Paraná

Rapaz assassinou a vítima a facadas, em Sertanópolis

Isadora
Isadora Deip / Estagiária com informações da PCPR e supervisão de Caroline Berticelli
Jovem que matou adolescente de 13 anos é indiciado por feminicídio no Paraná
Foto: Montagem/RIC Mais

13 de janeiro de 2022 - 20:24 - Atualizado em 13 de janeiro de 2022 - 20:27

Sérgio Henrique Melo, de 19 anos, que confessou ter matado a namorada Eduarda Karollaine Caboclo, de 13 anos, em Sertanópolis, no norte do Paraná, foi indiciado, pela Polícia Civil, por feminicídio e estupro de vulnerável. O inquérito foi concluído nesta quinta-feira (13) e encaminhado à Justiça.

Os jovens haviam começado o relacionamento há apenas um dia quando o crime aconteceu. De acordo com a versão de Sérgio, ele assassinou a vítima com oito facadas após flagrá-la abraçando outro rapaz, ligou para a Polícia Militar (PM) e aguardou a viatura chegar para prendê-lo. Antes de ser conduzido à delegacia, o assassino confesso ainda alterou seu status do Facebook para ‘viúvo’.

Na delegacia, Sérgio ameaçou a ex-sogra na frente de policiais e disse que “a mataria igual um porco”. À RICtv, Maria, mãe de Eduarda, contou que não sabia do relacionamento da filha com Sérgio, muito menos que a garota estava em Sertanópolis. Poucas horas antes do crime, Eduarda falou com a mãe pelo telefone e disse que estava na residência de uma amiga, em Bela Vista do Paraíso – cidade onde morava com a família – e que logo voltaria para casa. No entanto, a jovem estava em Sertanópolis, na casa de Sérgio.

Maria relata que, cerca de duas horas depois, foi informada sobre o crime por meio de um telefonema.

Também à RICtv, o pai da vítima, Gelson Caboclo, falou que não conhecia Sérgio e não sabia sobre o relacionamento da filha. A última vez que conversou com Eduarda foi às 10h do mesmo dia em que o crime ocorreu.

Passagem pela polícia

Segundo informações da Polícia Militar, Sérgio tem diversas passagens pelo sistema prisional por tráfico e usava tornozeleira eletrônica.

Registrou um flagrante? Mande pro WhatsApp do RIC Mais clicando aqui e faça o portal com a gente!