Feminicídio

Homem que matou ex-mulher em igreja de Londrina é denunciado pelo MP

Além de feminicídio, foram consideradas as qualificadoras: motivo torpe, emprego de meio cruel, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e uso de arma de fogo de uso restrito e proibido

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Homem que matou ex-mulher em igreja de Londrina é denunciado pelo MP
(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

26 de abril de 2022 - 18:43 - Atualizado em 26 de abril de 2022 - 18:43

Everton Schafer foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MPPR) por homicídio cinco vezes qualificado contra a ex-mulher, Lígia da Silva. Ela foi morta a tiros no dia 5 de abril, dentro de uma igreja da zona leste de Londrina, no norte do Paraná.

Conforme a denúncia, além da caracterização do crime como feminicídio, foram consideradas as qualificadoras: motivo torpe, emprego de meio cruel, uso de recurso que dificultou a defesa da vítima e uso de arma de fogo de uso restrito e proibido.

Devido a outro crime cometido (porte ilegal de arma), Everton está preso preventivamente em uma cadeia do Estado de São Paulo.

O crime

Lígia foi assassinada com cinco tiros na Paróquia São Luiz Gonzaga, zona leste de Londrina, no início da tarde de terça-feira (5). Ela almoçava quando foi surpreendida pelo atirador. Lígia estava prestando serviços como zeladora no local.

Testemunhas que viram o acusado fugir confirmaram que ele estava em uma Toro branca, que foi trocada por outros carros e ainda não foi localizada.

A família da vítima conta que ela sofria violência doméstica e era ameaçada. Os dois estavam juntos há aproximadamente 20 anos e Lígia acompanhava o ex-marido em viagens que ele fazia, por ser caminhoneiro. 

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!