Feminicídio

Caso Maria Helena: marido é condenado a 20 anos de prisão por homicídio

Homem respondeu por feminicídio e ocultação de cadáver da esposa Maria Helena de Carvalho

Maria
Maria Paloco / Estagiária de jornalismo com informações de RICTv
Caso Maria Helena: marido é condenado a 20 anos de prisão por homicídio

23 de junho de 2022 - 18:20 - Atualizado em 23 de junho de 2022 - 18:20

Thomaz Oliveira de Mello foi condenado, nesta quinta-feira (23), em Apucarana, no norte do Paraná, a 20 anos de prisão pelo assassinato e ocultação de cadáver da esposa, a manicure Maria Helena de Carvalho, de 28 anos. Ele já está preso há cerca de dois anos.

O caso aconteceu em 2019, e o corpo da mulher só foi encontrado oito meses após o assassinato. A polícia fez a reconstituição do crime e também obteve a confissão de Thomaz, o que contribuiu para a comprovação do caso.

Ele chegou escoltado, nesta manhã de quinta-feira (23), por duas viaturas no plenário do Fórum Desembargador Clotário Portugual, em Apucarana, onde ocorreu o julgamento.

Entenda o caso

Em depoimento à polícia, Thomaz confessou ter esganado Maria Helena, mulher com quem teve dois filhos. No dia seguinte do ato, ele enrolou o corpo da esposa em um cobertor e colocou dentro do porta-malas.

Em seguida, o homem fugiu, mas foi preso em Santa Catarina, no dia 7 de março de 2020. A manicure ficou desaparecida por oito meses.

O corpo foi encontrado em um poço na zona rural de Apucarana, no dia 2 de maio de 2020.