Feminicídio

Câmera mostra suspeito de assassinar mulher arrastando corpo pela rua, em Ibiporã

A vítima foi morta a facadas; corpo também tinha sinais de queimaduras

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da RICtv Londrina
Câmera mostra suspeito de assassinar mulher arrastando corpo pela rua, em Ibiporã
(Foto: Reprodução/Câmera de segurança)

20 de abril de 2022 - 15:30 - Atualizado em 20 de abril de 2022 - 15:30

Uma câmera de segurança registrou o momento em que o corpo da mulher assassinada em Ibiporã, no norte do Paraná, é arrastado pela rua. Um dos suspeitos de ter cometido o crime aparece levando a vítima da casa onde o assassinato teria ocorrido até um matagal a cerca de 50 metros do imóvel. A mulher foi identificada como Suelen da Silva Pereira, de 28 anos.

O suspeito leva cerca de um minuto para arrastar o corpo da vítima da casa até o mato. Depois, é possível ver que ele permanece na vegetação por mais certo tempo. As imagens são da madrugada de domingo (17), mas o corpo só foi localizado por investigadores da Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (20).

Veja o vídeo:

Entenda o caso

Suelen foi morta a facadas. A suspeita é que teria acontecido uma briga entre ela e os dois homens que moram na mesma casa, um deles, o namorado. O motivo seria uma traição. Os homens são considerados suspeitos do crime. Conforme apurado pela equipe da RICtv, no imóvel, havia carvão e lata de cerveja, sinais de que teria acontecido um churrasco. Na calçada, tinham marcas de sangue.

“Segundo informações, toda a ação teria acontecido na residência que fica próxima a esse terreno onde foi encontrado o corpo. Recolhemos alguns materiais na residência, há câmeras próximas ao local, há testemunhas, então ainda será investigado como foi a dinâmica exatamente dos fatos […] sinais de carbonização e até putrefação pelo odor que pudemos sentir.”

explica a perita criminal, Larissa Richter.

Um homem que estava na casa, amigo do casal, foi levado para prestar depoimento na delegacia. Os vizinhos não quiseram gravar entrevista mas, em contato com a RICtv, contaram que o local é problemático.  Durante o final de semana, os moradores disseram terem chamado a Polícia Militar (PM) para verificar uma situação de perturbação de sossego devido a uma festa. 

O corpo da vítima ainda passará por exames e o caso continua sendo investigado.

Registrou um flagrante? Mande pro WhatsApp do RIC Mais clicando aqui e faça o portal com a gente!