Segurança

Falso advogado some com dinheiro de vítimas após prometer antecipar aposentadoria

A equipe da RICtv apurou com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e não encontrou o nome do suposto advogado

Mônica
Mônica Ferreira / Estagiária com informações de Vanessa Fontanella, da RICtv, e supervisão de Adriana Justi
Falso advogado some com dinheiro de vítimas após prometer antecipar aposentadoria
(Foto: Reprodução/RICtv)

26 de janeiro de 2022 - 16:07 - Atualizado em 26 de janeiro de 2022 - 16:07

Um falso advogado está aplicando golpes em moradores de Curitiba. De acordo com a reportagem da RICtv, o “profissional” promete antecipar a aposentadoria pedindo um valor antes de concluir o serviço e, após o recebimento, o homem desaparece.

A equipe da RICtv entrou em contato com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e não encontrou o nome do suposto advogado.

Edson Marques Polidoro, uma das vítimas do homem, trabalhou como caminhoneiro há 12 anos e teve sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) rebaixada por conta de uma deficiência. Ao procurar ajuda profissional, Edson recebeu de uma amiga a indicação do falso profissional.

“Ela estava pensando que era um bom advogado e acabou me indicando. Eu procurei ele para conseguir esse benefício e ele disse ‘você tem direito, é seu direito. Vamos conseguir sim’. E na verdade nem advogado ele e é”,

disse Edson Marques Polidoro.

Edson, agora autônomo, começou pagando R$500 e depois mais R$200 pelos serviços prestados. A vítima chegou a indicar o suspeito há uma outra pessoa. “Ele pede 120 dias para resolver o caso, só que nesses 120 dias eu acabei indicando uma pessoa também porque a princípio ele mostra serviço. Ele marcou uma perícia, me acompanhou nos procedimentos de exames médicos”, relatou.

Mais um golpe

Edson ainda teria caído em mais um golpe do homem. Precisando comprar um carro, o indivíduo fez uma proposta e o caminhoneiro pagou R$1000 de entrada, porém, não recebeu o carro e nem a aposentadoria.

“Eu cheguei a fazer a perícia e falei para ele que tinha dado errado e ele queria mais dinheiro, assim como pediu para as outras vítimas também, aí nós acabamos descobrindo tudo”,

contou Edson.

Edson mora em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, e foi até a delegacia da região para registrar o Boletim de Ocorrência.

Uma outra vítima, que sofre com linfoma e precisa adiantar a aposentadoria, passou dados dos documentos e após obter as informações, o homem não entrou mais em contato. De acordo com a mulher, que preferiu não se identificar, o homem teria aplicado o golpe em um vendedor de produtos de limpeza e levou R$1000.

Registrou um flagrante? Mande para o WhatsApp do RIC Mais. Clique aqui e faça o portal com a gente!