Segurança

Ex-prefeito de Chopinzinho é condenado a 19 anos de prisão por morte de procurador

Defesa do ex-prefeito afirmou que vai recorrer da decisão, pelo fato do julgamento ter sido feito fora da comarca

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Ex-prefeito de Chopinzinho é condenado a 19 anos de prisão por morte de procurador
(foto: Reprodução/Facebook)

27 de outubro de 2021 - 21:34 - Atualizado em 27 de outubro de 2021 - 21:34

O ex-prefeito de Chopinzinho, Leomar Bolzani, foi condenado nesta quarta-feira (27) a 19 anos e 3 meses de prisão pela morte do procurador municipal Algacir Teixeira de Lima. O crime aconteceu no dia 16 de março de 2015, quando a vítima, na época com 51 anos, foi morta a tiros na frente das filhas, quando chegava em casa, no centro da cidade, que fica na região sudoeste do Paraná.

A pedido do Ministério Público do Paraná, por causa da comoção que o homicídio gerou na cidade na época, o júri foi transferido para Guarapuava, para que os jurados mantivessem a sua imparcialidade na votação. Porém o advogado de defesa de réu disse que irá recorrer, já que, com esta mudança de sede, os jurados não tinham como conhecer a boa índole do ex-prefeito.

Leomar Bolzani foi julgado como mandante do crime, acusado de ter pago uma quantia de R$ 6,5 mil para que o procurador fosse executado. Ele foi o último a ser julgado. os outros sete réus por este crime já foram a júri popular e todos foram condenados.

O político foi condenado por homicídio qualificado, por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima. Ele permanecerá em prisão domiciliar até a sentença tornar-se definitiva, não podendo mais ser objeto de recurso.

Leia também: Test-drive’ de carro à venda termina com um morto em confronto com a PM

A defesa do ex-prefeito já disse que vai recorrer da decisão, pelo fato do julgamento ter sido feito fora da comarca , pois os jurados não conheciam a boa índole do ex-prefeito.