Segurança

Em um ano, homem é sequestrado pela segunda vez por causa de dívida do tio

Grupo estava na cidade três dias antes do crime; eles alugaram uma casa e se passaram por compristas

Aline
Aline Cristina / Repórter
Em um ano, homem é sequestrado pela segunda vez por causa de dívida do tio
(Foto: Fidel Alvarenga)

21 de outubro de 2021 - 11:52 - Atualizado em 21 de outubro de 2021 - 12:11

A motivação do sequestro do homem de 32 anos, em Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado, está ligada a uma dívida de seu tio. Esta é segunda vez que ele é mantido em cativeiro pelo mesmo motivo. Para cometer o crime, o grupo alugou uma casa na cidade da fronteira.

A residência onde o homem estava sendo mantido sequestrado, foi alugada na quinta-feira (14), pelo grupo criminosos, três dias antes do crime acontecer. A informação foi confirmada pela dona do imóvel.

O local, que fica no Bairro Morumbi, na cidade da Fronteira, foi locado por meio de um aplicativo de internet. Como o trio apresentou documentação para o aluguel e pagou antecipada a estadia, a proprietária do local não desconfiou de nada. Para despistar qualquer suspeita, o grupo relatou a mulher, que estava na cidade, para realizar compras, no Paraguai, país vizinho.

Leia Mais: Sequestrado pela segunda vez, homem é liberto pela polícia civil em Foz do Iguaçu

Na segunda-feira (18), o tempo de estadia dos criminosos se encerrava, mas eles renovaram o contrato por mais alguns dias. Nesse período, o crime já havia acontecido. O homem de 32 anos foi sequestrado no domingo (17), quando deixava uma panificadora.

Sobre o Crime

A vítima, foi abordada pelo grupo de criminosos, que chegou a atropelar o homem para cometer o crime. Após realizar o sequestro, o grupo entrou em contato com a família e pediu R$ 400 mil para o resgate. O valor não foi pago e a Polícia foi acionada.

Por meio de investigação realizada pelo Grupo Tigre, especializado em resgates de reféns e solução de sequestros,  os civis chegaram ao local onde a vítima estava sendo mantida em cativeiro. Os sequestradores foram surpreendidos pelos policiais na noite de quarta-feira (20).

O trio foi detido em flagrante pelos crimes de extorsão mediante sequestro e lesão corporal. com eles os policiais encontraram um simulacro de pistola.

A vítima estava ferida e era mantida trancada em um quarto da residência. Quando os policiais chegaram o homem não conseguiu levantar devido às dores. Uma equipe médica foi acionada e encaminhou para casa hospitalar. 

Segunda vez

Esta não é a primeira vez que o homem é sequestrado. Segundo a polícia, o crime está ligado a uma dívida do tio da vítima com os criminosos.

Na primeira vez, em fevereiro deste ano, o homem foi sequestrado na cidade de São Paulo. Na ocasião, os bandidos pediram R$ 100 Mil, valor que foi pago pela família, para que a vítima fosse liberada. Neste caso a polícia não foi informada.

Já em Foz do Iguaçu o montante pedido pelo grupo foi quatro vezes maior. R$ 400 Mil. O crime está relacionado com a venda de imóveis, realizada pelo tio do sequestrado.