Segurança

Diarista é presa suspeita de furtar arma da casa do patrão

Companheiro de Alexandra Schmidt também foi preso, pois era condenado a 7 anos de prisão por tráfico de drogas; suspeita também já tinha mandados de prisão por assalto a ônibus

Giselle
Giselle Ulbrich com informações de Lúcio André, da RICtv
Diarista é presa suspeita de furtar arma da casa do patrão
(Imagem: Reprodução / RICtv)

21 de abril de 2022 - 21:50 - Atualizado em 21 de abril de 2022 - 21:50

Alexandra Dinorá Schmitt, 42 anos, e o companheiro, Leandro Alex de Oliveira, 40 anos, foram presos pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (21). Alexandra trabalha como diarista e é suspeita de furtar o revólver e outros objetos da casa do patrão. Leandro também foi preso porque tanto ele, como a mulher, tinham mandados de prisão em aberto por outros crimes, cometidos no Paraná e em Santa Catarina.

Conforme apuração do repórter Lúcio André, da RICtv Curitiba, a dona de casa contratou Alexandra através de um anúncio na internet. Ela foi fazendo entrevistas com as candidatas que surgiram, até que escolheu Alexandra para trabalhar duas vezes por semana na casa da família e uma na empresa dos patrões.

Mas a família notou que, com o passar das semanas, vários objetos começaram a sumir da casa, como a carteira com o salário inteiro da sogra da dona da casa, uma câmera filmadora, entre outros objetos. Mas tiveram certeza disso quando o casal se preparava para viajar a São Paulo e ele resolveu olhar se o revólver que tinha em casa estava no lugar. Como não encontrou o objeto, deram queixa à polícia.

Com as investigações, os policiais detectaram Alexandra como suspeita. Conseguiram com a Justiça um mandado de busca na casa dela, em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba, e localizaram lá o revólver do patrão dela.

Alexandra afirmou ao repórter Lúcio André que tudo não passa de uma armação e que a patroa deu a arma para que ela levasse para casa, com medo de que o marido fizesse algum mal a ela. A dona da casa furtada negou a acusação.

(Imagem: Reprodução / RICtv)

Ficha criminal

Alexandra é natural de Itajaí (SC) e tem várias passagens pela polícia no estado vizinho. Lá ela é suspeita de vários roubos à ônibus, num dos quais, baleou um passageiro. Depois de se mudor para o Paraná, ela também é suspeita de um assalto a ônibus, ocorrido em 2016, crime pelo qual ela tinha mandado de prisão em aberto.

Leandro foi condeando a sete anos de prisão pelo crime de tráfico de drogas e por isso também tinha mandado de prisão a ser cumprido. Os dois foram detidos, levados à delegacia para interrogatório e depois encaminhados ao sistema penitenciário.