Segurança

Delegado de Dois Vizinhos é afastado por 180 dias do cargo por corrupção passiva

Ele também é acusado de promover festas na delegacia e omissão no cumprimento da função

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do MPPR
Delegado de Dois Vizinhos é afastado por 180 dias do cargo por corrupção passiva
(Foto: Reprodução / Google Street View)

18 de fevereiro de 2022 - 12:31 - Atualizado em 18 de fevereiro de 2022 - 12:31

A 1ª Promotoria de Justiça de Dois Vizinhos, no Sudoeste do Paraná, afastou por 180 dias o delegado da Polícia Civil do município denunciado em vários processos criminais. Ele é acusado de crimes de apropriação de bens materiais, corrupção passiva e prevaricação.

O Ministério Público do Paraná (MPPR), acusa o delegado de desviar recursos do Fundo Rotativo, destinado para manutenção das atividades policiais para reformar a própria casa, além de se apropriar de dinheiro. O agente público também é acusado de promover festas, churrascos e encontros, com bebida alcoólica dentro da delegacia, durante o horário de expediente. De acordo com o MPPR, pessoas de fora do meio policial costumavam a frequentar esses eventos.

O delegado também é suspeito de usar o cargo para pedir presentes e receber vantagens, como vale-compra em mercados, cessão de cozinheira e doações de alimentos e dinheiro para festas na delegacia, emitindo muitas vezes notas fiscais falsas.

Além do agente público, empresários, políticos e servidores da Polícia Civil também são investigados por uma possível participação nesses crimes.

Outro crime que o delegado é investigado é o de omissão no cumprimento de sua função, deixando de instaurar investigação policial ou de adotar medidas ao saber de alguns delitos. O Ministério Público acredita que a razão para o crime é possível favorecimento para pessoas que podem lhe dar alguma vantagem ilícita.

O porte de arma de fogo dele está suspendo, além de estar proibido de frequentar e acessar as dependências da delegacia.