Segurança

Criança de 1 ano fica em estado grave após ser atacada por pit bull do vizinho

O animal se soltou da coleira e invadiu a residência onde a vítima estava; a mãe relatou a dificuldade para conseguir que o cão largasse a cabeça da menina

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do R7
Criança de 1 ano fica em estado grave após ser atacada por pit bull do vizinho
Foto: Reprodução/Record TV

17 de janeiro de 2022 - 22:36 - Atualizado em 17 de janeiro de 2022 - 22:39

Uma menina de 1 anos e 10 meses está internada em estado grave desde que foi atacada por um cachorro da raça pit bull dentro de casa neste domingo (16), em Niterói (RJ). Ana Karen Oliveira Ximenes sofreu ferimentos no rosto, no pescoço e teve a mandíbula fraturada devido a força da mordida do animal.

Segundo a mãe, quem avisou sobre o ataque do animal foi seu outro filho, de apenas três anos. “Antes das quatro horas, a gente chegou e eu não tinha almoçado. Eu fui almoçar. Coloquei comida e vim para os sofá, sentei no chão e dei de ‘comezinho’ a eles, que estavam comigo e estavam comendo. Depois que a gente terminou de comer, ele e ela ficaram sentados no sofá. Eu fui colocar o meu celular para carregar e enquanto isso, foi tão rápido que meu filho  de três anos gritou por mim, falando da irmãzinha dele”. 

“Ela estava na boca do cachorro. Ela estava agarrada pelo queixo dela, pelo rosto. Ele não sacudia, ele só segurava, talvez com muita raiva. Segurou com muita força. A gente tentou tirar, a gente batia nele, no cachorro, mas ele não soltava. A gente tentava de tudo para ver se ele abria a boca. Ele ainda arrastou ela”,

contou a mãe.

Ana Karen foi socorrida com a ajuda de agentes do programa Segurança Presente. “A gente bateu, bateu, até ele soltar. Assim que a gente conseguiu tirar, a gente correu. Levei ela para o chuveiro, ela estava com muito sangue, muito sangue, a casa ficou toda cheia de sangue. Dei um banhozinho para ver se ela reanimava, se ela ficava espertinha. E ela estava espertinha, com olhinho aberto”, completou a mãe. 

Cachorro escapou da coleira

A família é natural do estado do Ceará e está passando uma temporada na casa da avó da criança. O cachorro que é do vizinho, que também é proprietária da residência onde a menininha está hospedada, se soltou da coleira e entrou na sala na sala quando o ataque ocorreu. 

O homem se apresentou aos policiais militares que ajudaram a socorrer Ana Karen. Ele foi encaminhado para uma Delegacia da Polícia Civil, onde foi autuado por omissão na cautela de animais

Ainda conforme a mãe de Ana Karen, o homem também tem uma filha e, por isso, nunca imaginou que o animal poderia atacar uma criança. “Ele falou que criou esse cachorrinho desde novinho, que gostava muito dele. Só que ele nunca imaginou que isso pudesse acontecer”. Ela ainda contou que o homem está prestando assistência à família, que agora está focada na recuperação da menina. 

Ana Karen está internada  no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, mas ainda não pode passar por nenhuma cirurgia devido ao seu estado delicado.