Segurança

Contador dá golpe do ‘parcelado’ e some com grana das vítimas

Golpe foi descoberto quando as vítimas receberam comunicados da Receita Federal cobrando as dívidas

Ananda
Ananda Oliveira / Produtora
Contador dá golpe do ‘parcelado’ e some com grana das vítimas
(Foto: Shutterstock)

1 de julho de 2022 - 19:29 - Atualizado em 1 de julho de 2022 - 19:29

Um contador, inicialmente identificado como Luiz Carlos Zych, é suspeito de aplicar golpes em duas empresárias em Curitiba. Bruna Gravino e Ana Paula de Freitas fizeram vários depósitos para o contador, que dizia ter parcelado a dívida delas junto à Receita Federal. No entanto, ao invés de usar o dinheiro para pagar o parcelamento, o contador embolsou os valores. A descoberta do golpe veio quando elas receberam comunicados da Receita Federal cobrando as dívidas.

Conforme Bruna contou ao Balanço Geral, da RICtv, ela tinha uma empresa de distribuição de produtos para salão de beleza e precisou de um contador para renegociar uma dívida com a Receita Federal. Chegou a Luiz Carlos por indicação de seu irmão (de Bruna). Como o profissional era conhecido da família há um tempo, além de ser cliente da distribuidora de Bruna, ela não teve dúvidas em contratá-lo.

A empresária concordou com a proposta do contador, em parcelar a dívida, até porque não tinha condições de pagar o montante à vista.

“De dentro da Receita ele ligou pra mim, eu não atendi na hora. Depois, quando liguei de volta, o contador disse que precisava do número da minha conta bancária, para cadastrar o parcelamento na Receita. Como eu não atendi o telefone na hora, ele afirmou que acabou colocando a conta dele no parcelamento e eu me comprometi a depositar para ele o valor mensalmente”,

contou Bruna, explicando como caiu na lábia do golpista.

Bruna pagou as parcelas durante três anos. Foram 32 parcelas de R$530 da dívida (R$ 16.960,00) e 36 parcelas de R$ 350 referente aos honorários do contador (R$ 12.600,00). Durante todo esse tempo, Bruna acreditou que a dívida estava sendo paga, até que ela recebeu uma carta da Receita Federal cobrando a dívida. Então ela mandou uma mensagem ao contador, perguntando se havia algo de errado. Ele respondeu com a seguinte mensagem:

“Vou verificar, mas está tendo golpe, já até passou na TV”,

disse Luiz.

O contador retornou a mensagem dizendo que faltava ele fazer algumas declarações na Receita e que logo as dívidas iriam sumir.

Ana Paula Freitas, que também é empresária do ramo de produtos para salão de beleza, pagou durante mais de um ano parcelas de uma dívida para o contador, até ele sumir. Ela descobriu o golpe quando entrou no site do governo e descobriu várias parcelas em aberto. Ela quase perdeu a empresa.

O que diz o contador

A equipe da RICtv procurou o contador no endereço informado como sendo dele. Uma familiar disse que ele atualmente mora em Santa Catarina e que eles não têm mais contato. A equipe também não conseguiu contato por telefone.

A advogada de Bruna está tentando recuperar o valor pago durante três anos, cobrando os direitos dela, além de processar o golpista por danos materiais e morais. A vítima teve que fechar a empresa durante a pandemia após os gastos.

O Conselho Regional de Contabilidade do Paraná afirma que os processos correm em sigilo até que sejam julgados. A recomendação é que os casos sejam denunciados para que, se comprovados, sejam aplicadas as penalidades.