Segurança

Cidades do Paraná terão reforço policial nas fronteiras com o Paraguai

Força Nacional vai atuar em conjunto com policiais estaduais e federais no combate ao contrabando, tráfico de drogas e de armas

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Prefeitura de Foz do Iguaçu
Cidades do Paraná terão reforço policial nas fronteiras com o Paraguai
Foto: Christian Rizzi

30 de novembro de 2021 - 17:01 - Atualizado em 30 de novembro de 2021 - 17:01

Oitenta agentes da Força Nacional de Segurança Pública irão reforçar o policiamento nas fronteiras com o Paraguai das cidades de Foz do Iguaçu e Guaíra, no oeste do Paraná, e Icaraíma e Alto Paraíso, no noroeste do estado, entre 1º de dezembro e 5 de março de 2022. 

De acordo com a portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, expedida na segunda-feira (29), o efetivo busca fortalecer e colaborar nas ações conjuntas com as forças policiais de fronteiras. Entre as atividades atribuídas à Força Nacional estão a fiscalização, pontos de bloqueios, patrulhamentos e abordagens com o intuito de localizar criminosos, contrabandistas, armas, drogas e outros ilícitos.

O secretário estadual de Segurança, Romulo Marinho Soares, disse que os policiais da Força Nacional fortalecem o combate aos crimes na região que, comumente, podem aumentar nesta época do ano. Marinho se refere principalmente ao contrabando e o tráfico de armas e de drogas.

“É importante ressaltar que nesse período do ano, estamos com maior fluxo de pessoas devido às compras, viagens, férias, além da Operação Verão e da abertura das cancelas dos pedágios. Por isso, pedimos este reforço, que é bem-vindo e vai ajudar muito a população da região de fronteira”,

destacou.

A operação terá o apoio logístico da Secretaria Estadual da Segurança Pública e em caso de necessidade, a presença dos policiais da Força Nacional poderá ser prorrogada. “A Força Nacional vai combater, junto com as forças estaduais que já fazem um excelente trabalho, a criminalidade em toda área”, disse Marinho.

Desde 2004 a Força Nacional tem atuado em conjunto com as forças estaduais, por meio de programa de cooperação federativa entre a união através do Ministério da Justiça e Segurança Pública e os estados. O efetivo é composto por policiais militares e civis, bombeiros militares e profissionais de perícia.