Segurança

Casas de alto padrão, carros e bebidas: polícia prende 17 traficantes no Litoral que levavam vida de luxo

Foram apreendidos carros de luxo, sete armas – entre pistolas, revólveres e até uma arma com seletor de rajadas – bebidas avaliadas em mais de R$ 8 mil, radiocomunicadores e drogas

Daniela
Daniela Borsuk com informações de Tiago Silva, da RIC Record TV Curitiba
Casas de alto padrão, carros e bebidas: polícia prende 17 traficantes no Litoral que levavam vida de luxo
(Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

21 de outubro de 2021 - 14:53 - Atualizado em 21 de outubro de 2021 - 14:53

Os 22 mandados de prisão expedidos para uma operação contra o tráfico de drogas em Paranaguá, resultaram em 17 pessoas presas pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (21), em cumprimento aos mandados e também em prisões em flagrante. Alguns dos suspeitos também têm envolvimento com homicídios registrados no Litoral. Além dos mandados de prisão preventiva, foram cumpridos 44 mandados de busca e apreensão em Paranaguá e em Curitiba.

Conforme o delegado responsável pela operação, Rodrigo Brown, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), a ação de hoje conseguiu localizar membros de liderança da quadrilha. Por isso, muitos mandados foram cumpridos em casas de alto padrão no Litoral, com piscinas e eletrodomésticos caros. Foram apreendidos carros de luxo, sete armas – entre pistolas, revólveres e até uma arma com seletor de rajadas – bebidas avaliadas em mais de R$ 8 mil, radiocomunicadores e drogas, como cocaína, maconha e crack.

“Nós viemos percebendo desde o começo do ano um aumento no número de homicídios aqui na região de Paranaguá, no Litoral, crimes violentos, sempre cometidos à luz do dia, e isso chamou a atenção da Secretaria de Segurança e do departamento de Polícia Civil.”

contou o delegado.

Veja o vídeo:

Foram meses de investigações em sigilo para encontrar os membros de organizações que movimentam o tráfico na região. Paranaguá é um destino procurado pelos criminosos, conforme o delegado, por causa do porto e da possibilidade de traficar drogas internacionalmente, através dos navios de carga.

“Nós conseguimos identificar 22 pessoas envolvidas e vários locais, então com a representação judicial foram deferidas 22 prisões preventivas e 46 mandados de busca e apreensão, que foram deflagrados a execução hoje pela manhã com grande efetivo da Polícia Civil e outras forças que nos apoiaram.”

explicou Brown.