Segurança

Casal de idosos fura preferencial e bate em viatura da PM em Maringá

Em esquina sem visibilidade, idoso não enxergou a aproximação da viatura e avançou

Giselle
Giselle Ulbrich com informações do Claudiomar Cesar, da RIC Record TV Maringá
Casal de idosos fura preferencial e bate em viatura da PM em Maringá
(Imagem: Reprodução Câmeras de Segurança)

19 de outubro de 2021 - 20:07 - Atualizado em 19 de outubro de 2021 - 20:08

Um casal de idosos se feriu ao furar uma rua preferencial e bater contra uma viatura da Polícia Militar (PM), na tarde desta terça-feira (19), em Maringá, no noroeste do Paraná. O carro dos idosos chegou a capotar e ficou parado de lado na calçada.

O acidente ocorreu na esquina das Ruas Jasmim e Rosas, no bairro Jardim Maravilha, por volta das 14h30. Conforme as imagens das câmeras de segurança de uma casa da rua, os idosos vinham pela Rua das Rosas. O motorista chega a parar na preferencial. Mas possivelmente não enxerga a viatura e avança a esquina.

Neste exato momento, vinha uma viatura do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC) pela Rua Jasmim. Pego de surpresa, o policial não teve tempo de frear e bateu com tudo na porta do motorista.

O Siena dirigido pelo idoso capota e vai parar de lado na calçada. Sem ferimentos, o policial logo sai do carro e vai acudir as vítimas. Mais pessoas chegam e ajudam a desvirar o Siena, até a chegada do Siate. A passageira, esposa do motorista idoso, foi socorrida com ferimentos leves. Já o condutor teve ferimentos moderados a graves e os socorristas do Siate precisaram de cerca de 20 minutos para tirá-lo do carro, com delicadeza, para não agravar seu quadro.

Sinalização ineficiente

Os moradores locais contaram que as esquinas da região precisam de mais sinalização, pois são frequentes os acidentes, principalmente onde ocorreu a batida nesta terça-feira (19). Uma das moradoras contou que quase não há visibilidade para quem sai da rua onde o idoso estava.

“E se para em cima da faixa de pedestres pra enxergar o fluxo corre o risco de bater mesmo assim, pois só enxerga o trânsito em cima, não tem visão nenhuma. Precisamos de sinalização melhor, pois nunca vimos tantos acidentes quanto ultimamente”,

disse ela.

Assista à batida: