Segurança

Áudio revela discussão entre vizinhos por causa de banho frio que terminou em morte

Pelos menos 12 disparos podem ser ouvidos no áudio; homem estava saindo para trabalhar quando foi executado

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Lucio Andre, da RIC Record TV
Áudio revela discussão entre vizinhos por causa de banho frio que terminou em morte
Diego foi morto com diversos disparos (Foto: Reprodução/ RIC Record TV)

22 de outubro de 2021 - 11:58 - Atualizado em 22 de outubro de 2021 - 11:58

Testemunhas do crime cometido em Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba, após uma briga entre vizinhos, revelaram um áudio de desespero e aflição do momento da morte de Diego Rafael Dutra Bastos. De acordo com uma tia da vítima, os 12 disparos de pistola foram motivados por causa de um banho, sem avisar. A morte aconteceu nesta quarta-feira (20).

A tia, que não quis se identificar, revelou que as três casas do mesmo terreno, no Jardim Boa Vista, possuem apenas um relógio de luz. Com isso, quando mais de uma pessoa resolve utilizar o chuveiro, pode acontecer queda de energia. Para isso, os moradores criaram um grupo em um aplicativo de mensagem, porém, um simples banho na última quarta-feira (20) terminou em discussão e morte.

“A gente fez um ‘grupo do banho’ porque as luzes são ligadas no mesmo relógio. Desde quando ele (suspeito de disparos) veio morar pra cá está havendo briga por causa de chuveiro, água e luz. Lamentavelmente meu sobrinho morreu  por uma coisa banal”,

contou a mulher.

Briga por causa de banho

De acordo com relatos de testemunhas, um morador identificado como Tiago causava com frequência discussões por causa do ‘grupo do banho’. Nesta quarta-feira (22), o suspeito deu o recado no grupo.

“Se cair essa porr* aí o bicho vai pegar, porque eu mandei mensagem que eu estava no banho. Aí os caras só mandam banho aqui e não atendem chamada”,

declara o suspeito.

Logo na sequência, o suspeito vai até a residência de um casal, que fica no mesmo terreno. Eles iniciam uma discussão e Tiago vai buscar uma arma dentro de casa. Quando o atirador retorna, Diego estava saindo de casa para ir trabalhar. Neste momento os ânimos se exaltaram.

“Tiago não, pelo amor de Deus”, suplica uma mulher. Na sequência, ela insiste, “Tiago relaxa”. Mas logo em seguida disparos são realizados.

O primeiro tiro teria acertado a perna de Diego. Sem controle, o suspeito volta a disparar e a vítima não resiste. Escute o áudio:

O homem apontado como autor dos disparos fugiu em um carro. O suspeito é acusado de um homicídio em Irati e estava morando no local há 4 meses.