Assassinatos

Taxista mata ex-esposa e tira a própria vida na Vila Sandra, em Curitiba

Crime aconteceu em frente a casa da filha do casal, no momento em que a mulher chegava para visitar o neto

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Taxista mata ex-esposa e tira a própria vida na Vila Sandra, em Curitiba
(Foto: Reprodução/ RICtv)

11 de janeiro de 2022 - 07:55 - Atualizado em 11 de janeiro de 2022 - 07:55

Uma mulher, de 52 anos, foi assassinada pelo ex-marido na tarde desta segunda-feira (10), na Vila Sandra, região da Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Joslene Candatten Basso foi surpreendida quando chegava para visitar o neto, na casa da filha. A vítima estava em processo de separação, após terminar um relacionamento de mais de 20 anos com Robinson Basso, de 72 anos. O homem não aceitava o fim do casamento e depois de atirar na ex, tirou a própria vida.

O crime aconteceu em plena luz do dia, em uma rua residencial na região da CIC. Segundo outros moradores, Robinson era conhecido no bairro e teria sido um dos fundadores da Vila Sandra. Entretanto, o homem, que aparentava ser tranquilo, não estava satisfeito com o término do relacionamento.

“Estava em processo de separação, então pelo que a filha falou, ela (Joslene) iria entrar com um pedido de medida protetiva, uma vez que ele estava ameaçando ela. A filha falou que já houve histórico de agressão, mas muito no passado, quando ela e a irmã dela eram pequenas. Mas agora recentemente estava ameaçando a ex-mulher”,

contou o tenente Coradin, da Polícia Militar.

Crime na Vila Sandra

Segundo testemunhas, o crime pode ter sido premeditado por Robinson. Um morador contou que o suspeito esteve na casa da filha pouco antes do crime e levou o neto, que Joslene iria visitar, para comprar doce. Na sequência, o idoso trouxe a criança para a residência, porém, continuou próximo da casa.

“Ele estava aqui na frente, provavelmente estava premeditando, pois todas as vezes que passei aqui hoje ele estava ali na frente, acho que estava esperando ela chegar”,

contou uma testemunhas.

Já durante a tarde, quando Joslene chegou para visitar a filha e o neto foi surpreendida pelo ex, que estava com uma espingarda.

“No que ela chegou ele pegou a arma. Ela fechou o carro e ele já meteu o primeiro tiro nela. Acredito que foi nas costas porque ela estava fechando o carro. E logo em seguida ele tentou se matar. Deu um tiro nele que não deu a morte, pegou o cartucho e colocou novamente, engatilhou e atirou, caindo ali”,

relatou a testemunha.
arma-feminicidio-campo-comprido
Arma utilizada no crime foi apreendida pelos policiais (Foto: Reprodução/ RICtv)

Uma das filhas do casal presenciou o crime.