Assassinatos

Professor espancado em assalto no Passeio Público morre em hospital de Curitiba

Alunos das escolas onde o professor dava aula fizeram homenagens de despedida nesta quarta-feira (25)

Daniela
Daniela Borsuk com informações de Tiago Silva, da RICtv
Professor espancado em assalto no Passeio Público morre em hospital de Curitiba
(Foto: Reprodução/ RICtv)

25 de maio de 2022 - 14:05 - Atualizado em 25 de maio de 2022 - 14:05

Morreu no Hospital Cajuru na madrugada desta quarta-feira (25) o professor Agnaldo Cavalheiro de Almeida, de 48 anos. O homem foi espancado por três suspeitos durante um assalto em plena luz do dia nas proximidades do Passeio Público, em Curitiba, em março deste ano. Os criminosos levaram a bicicleta da vítima e, até o momento, não foram identificados.

Na manhã desta quarta-feira, alunos e colegas de trabalho se reuniram e fizeram homenagens de despedida ao professor. Agnaldo lecionava Filosofia no Colégio Estadual do Paraná e no Instituto de Educação do Paraná, e tinha comprado a bicicleta, avaliada em R$ 7 mil, para ir de casa até o trabalho.

(Foto: Reprodução/ RICtv)

A mãe de Agnaldo, Maria Luiza, compareceu na delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba para dar seu depoimento nesta quarta-feira. Muito abalada com a morte do segundo filho – já que perdeu o outro filho há seis anos – a mulher fez um desabafo. “Eu estou sem chão, é muito difícil a perda de um filho. Já perdi o outro e agora esse, estava baixando a poeira e acontece esse ‘barbarismo’ com esse. Jamais vou perdoar, vou entregar nas mãos de Deus, que o que eles plantaram, eles vão ter que colher”, disse ela.

Ainda, a mãe do professor pediu por Justiça. “Tem que haver Justiça. Nós estamos vivendo em uma época muito difícil, o ser humano não tem direito mais de sair na rua, levar uma bolsa ou levar um pertence, uma bicicleta, o que seja, e é assaltado.”

O corpo de Agnaldo será transportado para o Mato Grosso, onde será sepultado.