Assassinatos

Mulher consegue tirar foto de assassino minutos antes de ser morta

Imagem ajudou a polícia a capturar o autor do crime

Carol
Carol Machado / Produtora Jr
Mulher consegue tirar foto de assassino minutos antes de ser morta
Mulher consegue tirar foto de assassino minutos antes de ser morta (Foto: reprodução Mirror)

1 de julho de 2022 - 13:05 - Atualizado em 1 de julho de 2022 - 13:05

Uma mulher foi assassinada na cidade de Glendale, nos Estados Unidos, o caso a princípio parecia se tratar de um acidente de trânsito. Contudo, após investigações foi descoberto o homicídio. A vítima conseguiu tirar uma foto do assassino antes de ser morta.

O suposto acidente de Pamela Rae Martinez, foi registrado no dia 11 de junho. A polícia iniciou as investigações e uma testemunha afirmou que a mulher morreu após um caminhão estacionar ao lado do veículo da vítima. Em depoimento, a testemunha disse que viu o homem descer do caminhão e se aproximar da mulher e depois de um tempo fugiu do local.

Segundo o site britânico Mirror, no dia do crime, a vítima estava trabalhando com entregas de comida. A polícia encontrou Martinez inconsciente em seu carro por volta das 19h30 do dia 11 de junho, perto da West Bell Road, onde seu carro saiu da estrada em uma “área de paisagismo”, disse a polícia. Ela foi declarada morta no local.

De acordo com a polícia, a vítima teria percebido as atenções do homem e tirou uma foto dele minutos antes de morrer. 

“A fotografia que ela tirou era do veículo que a testemunha. Se ela não tivesse feito isso, não saberíamos quem teria sido o assassino “,

disse a policial Tiffany Ngalula ao canal local. KPNX .

O acusado do crime foi identificado como Rusty French, um homem de 62 anos.

Segundo a polícia, ao ser interrogado o suspeito afirmou que não se lembrava do dia em que parou o veículo ao lado da vítima.

“Ele disse que talvez tenha perdido a consciência sobre o que aconteceu “, disse a polícia em um comunicado à imprensa, acrescentando que a mulher ” resolveu seu próprio assassinato “.

Durante as investigações, as autoridades encontraram uma arma na casa do suspeito. Um exame de balística confirmou que a arma foi usada para matar Pamela. A polícia afirma que o suspeito e a vítima não se conheciam.

Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui