Assassinatos

Morte de casal fuzilado em Curitiba pode ter sido motivada por briga entre facções

De acordo com informações apuradas pela equipe da RICtv, o casal comandava o tráfico de drogas, no Jardim Acrópole, no bairro Cajuru, em Curitiba

Mônica
Mônica Ferreira / Estagiária com informações de Tiago Silva, da RICtv, e supervisão de Giselle Ulbrich
Morte de casal fuzilado em Curitiba pode ter sido motivada por briga entre facções
(Foto: Reprodução/RICtv)

23 de maio de 2022 - 19:03 - Atualizado em 23 de maio de 2022 - 19:03

A linha de investigação da Polícia Civil do Paraná (PCPR) sobre o casal morto a tiros no bairro Cajuru, em Curitiba, aponta para uma briga entre facções. A polícia afirma que o modus operandi é o mesmo de outros homicídios, na mesma região.

De acordo com o delegado Tito Barichello, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a execução foi orquestrada por uma organização criminosa. A polícia ainda informa que o casal pode estar envolvido com uma facção criminosa que veio de Santa Catarina.

“É algo que foi organizado com uma antecedência e esperaram o melhor momento para consumar esse ilícito, que obviamente já fazia parte desse grupo criminoso”,

contou Barichello, em entrevista à RICtv.

De acordo com informações apuradas pela equipe da RICtv, o casal comandava o tráfico de drogas no Jardim Acrópole, no bairro Cajuru, em Curitiba.

Imagens de uma câmera de vigilância da região mostram o momento que a caminhonete do casal é interceptado por um outro veículo, pouco antes dos disparos.

“O equipamento que foi utilizado é caro e não é uma coisa que você compra na esquina. São fuzis e pistolas de alto valor”,

disse o agente Anildo, da Guarda Municipal de Curitiba.

Crime

O casal foi morto após ser baleado com tiros de fuzil e de pistola no bairro Cajuru, em Curitiba, por volta das 22h da noite de sexta-feira (20). O carro foi crivado com mais de 30 disparos efetuados na direção do casal na esquina das ruas Sebastião Marcos Luiz e Trindade. A mulher morreu na hora e o homem foi levado ao Hospital Cajuru, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o delegado, o veículo usado pelos assassinos no homicídio foi furtado em um momento anterior ao crime. Após o duplo assassinato, o carro foi incendiado em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. 

Modus operandi

No dia 8 de maio um outro casal foi morto a tiros dentro de uma BMW no bairro Uberaba, em Curitiba. O crime aconteceu na Rua Doutor Gabriel Ferreira Filho, ao lado da subestação da Copel. A polícia acredita que as mortes do Uberaba e do Cajuru estão ligadas.

De acordo com a PM, o casal da BMW também foi morto com vários tiros de fuzil e pistola. Um pente com 18 projéteis intactos foi deixado no local. Os tiros foram disparados de dentro de um carro, que parou ao lado do veículo onde estava o casal.